Trilhas do Parque Nacional Chapada dos Veadeiros

Acordamos cedinho para ir ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Dessa vez como a trilha seria mais longa, somente o Marcelo e o Igor, amigo de Nick que conhecemos durante a viagem, toparam fazer a trilha com a gente.

Pegamos o carro do Nick emprestado e fizemos o trajeto de 1km até a porta do parque (não sabíamos que era tão pertinho da Vila de São Jorge assim, rs).

Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é composto por uma área gigantesca de cerrado de altitude com formações vegetais únicas, centenas de nascentes e cursos d’água, e rochas com mais de um bilhão de anos.

Recomenda-se visitá-lo entre Maio e Outubro, durante a época de seca. Nos demais meses pode-se pegar bastante chuva.

Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros

Você não paga nada para entrar no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, mas precisa informar na portaria o seu nome, e qual trilha irá fazer, pois o número de pessoas no parque é limitado, veja os números aqui.

Decidimos fazer a Trilha dos Cânions.

Trilha dos Cânions
Trilha dos Cânions
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros

Além da Trilha dos Cânions, você pode fazer também a Trilha das Sete Quedas de 23,5km e nível muito pesado. Leva de 2 a 3 dias precisando dormir no parque.

A Trilha dos Saltos tem 11km ida e volta e passa pelo Mirante do Salto, de onde você vê uma cachoeira de 80m. E é de nível moderado a pesado.

E a Trilha da Seriema de 800m que chega até um córrego onde é possível tomar banho. Essa trilha é indicada para crianças, idosos e pessoas com problemas de locomoção.

Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Trilha dos Cânions
Trilha dos Cânions (em época de cheia, esse rio fica cheio)

Decidimos pela Trilha dos Cânios que tem 12km de ida e volta e é considerada de nível moderado superior, pois ela é mais plana que a Trilha dos Saltos.

Nessa trilha conseguimos ver 2 cânions, a Cachoeira da Carioca e o Rio Preto que se divide em 2 quedas d’água.

As trilhas dentro do parque são bem sinalizadas. É muito difícil se perder nelas, e o caminho é bem determinado.

O mais difícil é a vegetação do lugar. A mata é seca, muito baixa, e dificilmente você vai encontrar algum ponto com sombra. Na ida fizemos a trilha em mais ou menos 3 horas.

Trilha dos Cânions
Trilha dos Cânions
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros

As cachoeiras que vimos eram maravilhosas, eu nunca tinha visto cachoeiras como aquelas.

Eram como a Cachoeira Raizama que tínhamos visto no dia anterior, mas com um tamanho muito maior! E podíamos tomar banho sossegados, pois haviam poucas pessoas no lugar.

Trilha dos Cânions
Trilha dos Cânions
Trilha dos Cânions
Trilha dos Cânions

Parávamos nas cachoeiras e fazíamos nossos lanchinhos, conversávamos entre nós, e ficávamos nos indagando sobre coisas da vida. Foi bom demais.

O momento mais difícil foi na hora de voltar, acontece que estávamos no dia mais seco que a Chapada dos Veadeiros havia passado durante o ano, e sem nenhuma sombra já estávamos um pouco fartos e cansados da exposição ao sol.

Nossa água e nossa comida estava acabando, e começamos a correr durante a trilha para ver a entrada do parque o mais rápido possível. Voltamos em 2 horas e meia.

Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros

Chegando na portaria do parque nos jogamos no chão frio, e ficamos a descansar enquanto ouvíamos conversas sobre pessoas que passaram mal dentro do parque, e sobre a falta de sombra que todos haviam enfrentado lá.

A seca é complicada, mas não impede ninguém de fazer a trilha.

A única indicação é levar MUITA água, passar bastante protetor solar, levar comida (por que lá não tem nada para comprar), e se puder, levar um sorine para espirrar no nariz. Você pode sofrer com a “secura” do lugar, rs.

Parque Nacional Chapada dos Veadeiros
Parque Nacional Chapada dos Veadeiros

No final o carro nos valeu bastante para fazer a volta de 1km, haha.

De volta para Vila São Jorge, encontramos com o pessoal, tomamos banho, descansamos um pouco, e decidimos curtir a noite com eles.

Estava tendo um show na praça, e não tinha quase ninguém assistindo. Ia rolar um forró no camping do Taiwá e alguns shows em restaurantes, mas decidimos ficar bebendo na praça.

Deu fome, e fomos comer uma “jantinha”, a coisa mais maravilhosa que eu descobri nessa Goiás.

Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros

Quer mais informações sobre a Chapada dos Veadeiros? Veja o relato completo de nossa viagem aqui.

Autor do Post
Mari Sanefuji
Joseense de 24 anos, que há 6 anos decidiu se mudar para São Paulo para trabalhar no ramo da Publicidade como Gestora de Mídias Sociais. Posso me descrever como uma mente inquieta sempre em reflexão sobre o mundo, e sobre a mim mesma.

Deixe uma resposta

Top