Salvador em 03 Dias – Dia 03 na Praia de Itapuã

Resumo do relato completo:

Dia 01: História, Como Chegar, Onde Se Hospedar, Praia do Rio Vermelho, Onde Comer no Pelourinho, Largo da Mariquita, Acarajé da Dinha ou Acarajé da Dinha?

Dia 02: Elevador Lacerda e Mercado Modelo, Pelourinho e Farol da Barra

Dia 03: Praia de Itapuã e Farol de Itapuã, Um papo com Vinicius de Morais e Farol da Barra

————————————————————————————————————————————————————–

Dia 03

Praia de Itapuã e Farol de Itapuã

Reservamos o dia para conhecer a Praia de Itapuã, famosa por ter servido de tanta inspiração à um dos maiores compositores da história da música. O nosso Vinícius de Moraes.

Passar uma tarde em Itapuã

Ao sol que arde em Itapuã

Ouvindo o mar de Itapuã

Falar de amor em Itapuã

Após tomar café da manhã saímos do hostel seguindo a Rua Guedes Cabral sentido contrário à Praia da Barra. E tomamos o ônibus em direção à Praia de Itapuã.

O trajeto durou uns 30 minutos. Logo que desembarcamos percebemos uma certa diferença em comparação a região mais central de Salvador, com prédios e condomínios bem chiques.

Andamos um pouco até que de longe conseguimos ver um lindo farol vermelho e branco. Tínhamos chegado ao Sol Que Arde em Itapuã.

Vista panorâmica da Praia de Itapuã.
Vista panorâmica da Praia de Itapuã

A praia é linda com um mar de água bem cristalina. Bem calmo e repleto de pedras que formam lindas piscinas naturais.

Ah, a Praia de Itapuã!
Ah, a Praia de Itapuã!
Desbravando nas águas de Itapuã.
Desbravando as águas de Itapuã

“Enquanto o mar inaugura

Um verde novinho em folha

Argumentar com doçura

Com uma cachaça de rolha

E com o olhar esquecido

No encontro de céu e mar

Bem devagar ir sentindo

A terra toda a rodar”

Praia de Itapuã.
Praia de Itapuã
Farol de Itapuâ.
Farol de Itapuã

Comemos em uma região com barraquinhas perto da praia. Onde pedimos uma porção com 10 mini acarajés. Valeu a pena o custo benefício.

Praia de Itapuã
Praia de Itapuã
Praia de Itapuã
Praia de Itapuã
Praia de Itapuã
Praia de Itapuã

Um papo com Vinícius de Morais

Saindo da praia próximo ao Farol de Itapuã chegamos na Praça Vínicius de Moraes.

E lá, bem no centro da praça estava nosso grande Vinícius com seu ar todo boêmio. Cheio de amor pra dar. Conversamos um pouco, tocamos um samba da benção, depois saímos para ler os poemas que estavam pela praça.

Tocando um som com o Vinicius.
Tocando um som com o Vinicius
Aquele papo bom!
Aquele papo bom!

Voltamos para a Praia de Itapuã, e continuamos batendo perna até perceber que estávamos em uma zona particular. Mas como é PROIBIDO impedir que pessoas frequentem a praia, andamos por lá um tempo.

Caminhando pela propriedade privada.
Caminhando pela zona privada
Praia privada que não sei o nome.
Praia privada que não sei o nome

Por volta das 18h resolvemos voltar. Ficamos no ponto de ônibus esperando algum ônibus que seguisse em direção ao Rio Vermelho.

O lugar estava bem vazio e nessa hora ficamos ligeiramente assustados. Lugares desconhecidos e vazios nunca parecem seguros.

Algumas vans passaram e falaram pra gente que não era muito seguro ficar de bobeira por ali.

Então pegamos o primeiro ônibus que nos deixou em uma região mais movimentada. E de lá pegamos novamente o ônibus em direção à Praça da Sé, que nos deixou no Rio Vermelho.

Farol da Barra

Tomamos um banho e fomos aproveitar a noite no Farol da Barra. Sentamos na grama nos arredores do Farol que é um ótimo mirante, para ficar observando o movimento e o som do mar.

Farol da Barra.
Farol da Barra

Saímos de lá e fomos para o calçadão que tinha um um clima bem festivo.

Parecia um parque com diversas pessoas andando de patins, skate, bicicleta, outras tocando violão, pessoas conversando na rua, e até uma roda de disputa de dança. Um clima bem alegre.

E depois de 3 dias lá, pudemos concluir o que é um clima baiano.

Voltamos para o hostel, sentindo que no final das contas tivemos muita sorte de não ter ido para Morro de São Paulo. Conhecer Salvador foi inesquecível.

————————————————————————————————————————————————————–

Resumo dos Gastos

HOSPEDAGEM

Hostel: R$120 o casal por noite

COMO CHEGAR

Avião São Paulo > Salvador: R$266 por pessoa ou 10.000 milhas Tam

Taxi Aeroporto > El Misti Hostel: R$ 70 carro fechado, podendo dividir com outras pessoas

Ônibus sentido Rio Vermelho : R$ 3

Ônibus circular: R$3 por pessoa

CUSTOS INDIVIDUAIS (3 NOITES / 3 DIAS):

Ônibus: R$9

Hospedagem: R$180

Comida: não registrado

Passeios: R$0

Paulistano de 26 anos, que ainda mora em São Paulo, e trabalha como Analista de Sistemas. Alguém que só percebeu o tamanho do mundo quando colocou pela primeira vez a mochila nas costas, e a partir de então passou a enxergar o mundo em uma outra perspectiva. Uma perspectiva menos “de eu” e mais “de todos”. Uma pessoa que vive em uma utopia de crer que o mundo pode ser um lugar diferente.

Deixe uma resposta

Top