O que fazer em Pequim – Cidade Proibida

Resumo

O que é, História, O que fazer e Como chegar.

——————————————————————————————————————————————————————

Fiz uma viagem de 15 dias em Pequim, capital da China no ano de 2011. E por ter sido uma viagem inesquecível, achei que não poderia deixar de falar sobre ela por aqui 🙂

Aqui, você pode ter acesso aos demais posts sobre o que fazer em Pequim.

Todos os posts falam sobre lugares pelos quais passei e conheci. E as informações sobre cada um deles, foram validadas na internet. Então, não tem informação passada!

Neste post específico, falarei sobre a Cidade Proibida.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

Para chegar a Cidade Proibida, passamos pela Praça da Paz Celestial (ou Tiananmen). Após visitar a Praça da Paz Celestial, tivemos que passar por um túnel, debaixo da avenida Chang’an. O lugar estava lotado.

O que é a Cidade Proibida

A Cidade Proibida foi o palácio imperial da China desde a Dinastia Ming. Durante quase cinco séculos serviu como residência do Imperador e de seus funcionários, e como centro cerimonial e político do governo chinês.

Cidade Proibida
Jardins da Cidade Proibida

Seu nome surgiu pelo fato de somente o imperador, sua família e seus empregados terem permissão para entrar na cidade. Qualquer outra pessoa que tentasse atravessar os portões da Cidade Proibida sem a devida autorização, estaria sujeita a execução.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

A Cidade Proibida é o maior palácio do planeta, e hoje tem 980 edifícios sobreviventes, com 8.707 seções de salas, cobrindo 720 mil metros quadrados.

Cidade Proibida de cima
Cidade Proibida de cima

Construída entre 1406 e 1420, a Cidade Proibida tem arquitetura palaciana tradicional chinesa, e foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade em 1987. Além de ser reconhecida pela UNESCO como a maior coleção de antigas estruturas de madeira preservadas no mundo.

Em 1912 houve a queda do último imperador do país, Puyi, marcando o fim de séculos de imperialismo na China, e 500 anos da Cidade Proibida como capital do Império Chinês.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

O palácio foi aberto como museu em 1925, e em 1931 sofreu com a ofensiva japonesa, quando diversos artefatos foram retirados da cidade. Mesmo tais artefatos tendo sido  devolvidos após a Segunda Guerra Mundial, o palácio estava totalmente degradado, e precisava de recuperação.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

Sua recuperação começou em 1950, e está em andamento até hoje.

História da Cidade Proibida

O nome “Cidade Proibida” é tradução do nome chinês “Zijin Cheng”, que significa “Cidade Proibida Púrpura”. A Cidade Proibida, é também conhecida como “Palácio Proibido”, tradução do nome manchu “Dabkuri dorgi hoton”, que significa “Cidade Interior em Camadas”.

O nome “Zijin Cheng” tem todo um significado por trás. “Zi” significa “Púrpura”, e se refere à Estrela do Norte”, a qual na astrologia chinesa tradicional é conhecida como a moradia do Imperador Celestial. Na China, o Imperador terreno é reconhecido como correspondente dos céus na Terra. “Jin” significa “Proibida”, e “Cheng” significa “Cidade Muralhada”.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

A história da Cidade Proibida se estende por cerca de seis séculos, tendo desempenhado o papel de palácio imperial ao longo de 500 anos. Foi construído pelo Imperador Yongle da Dinastia Ming em 1406, e virou museu após o final da Dinastia Qing, com o imperador Puyi.

Sua construção durou 15 anos, empregou 100.000 mestres artesãos, e mais de um milhão de trabalhadores, e teve todos os seus detalhes planejados para refletir os princípios filosóficos e religiosos do imperador, como:

– Sua cor amarela, presente na maioria das telhas dos prédios, que é considerada como a cor do imperador;

– As galerias principais dos Pátios Exterior, são todas distribuídas em grupos de três, representando o Céu. E as residências do Pátio Interior, estão organizadas em grupos de seis, representando a terra;

– Alguns telhados estão decorados com uma linha de estatuetas. O número de estatuetas representa a importância do edifício. Alguns chegam a 10;

Telhados da Cidade Proibida
Telhados da Cidade Proibida

– O esquema de edifícios segue costumes ancestrais, por isso, os templos tomam a frente do palácio, e as residências ficam na parte de trás.

Na época, Nanjing era capital da China, e após a construção da Cidade Proibida, é que Pequim se tornou oficialmente a capital do país.

Após a época imperial, a Cidade Proibida ficou famosa por ter sido utilizada por Mao Tse-Tung para a proclamação da República Popular da China.

Saída da Cidade Proibida
Saída da Cidade Proibida

O que fazer na Cidade Proibida

Chegando à Cidade Proibida, logo se vê um portão gigantesco, uma muralha de 7,9 metros de altura, e estruturas lindas, bem conservadas, e de grande magnitude. Não conheci toda a cidade, e não sei nem se é possível conhecê-la em um dia. Ela é realmente gigantesca.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

Passear pela Cidade Proibida é como passar por vários portões, pátios, jardins, salas, e ter o grande privilégio de poder contemplar a arquitetura chinesa, e sua história.

Cidade Proibida
Ano do Coelho na Cidade Proibida

Dentro de uma das salas, foi possível ver o trono do imperador. Em outras, é possível ter acesso à informações do local, e ver diversos artefatos utilizados pelos imperadores na época.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

Além das áreas onde se encontram as salas, e a maioria dos prédios da Cidade Proibida, também existem vários jardins. Bastante arborizados e contemplados por rios artificiais, cheios de estruturas como corredores pequenos, templos, e etc.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

Passeando por estes jardins, encontramos um grupo de chineses surdos fazendo uma dança  sincronizada com uma raquete e uma bolinha. Percebemos que eram surdos pelos gestos da instrutora e pela falta de música.

Também existem algumas casinhas por lá, não sei ao certo se são comércio, escritórios, ou casas de chineses. Só sei que tentei entrar em uma delas, e fui enxotada por uma pessoa, rs.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

O lugar é simplesmente grandioso, e você até se cansa da visita. Para entrar por uma entrada, e sair pela outra, é necessário bastante caminhada, por isso vá com roupas confortáveis.

Lá dentro também existem pequenas lanchonetes, lojas de conveniência e souvenirs. Então não é necessário levar muita coisa para comer.

E o mais legal de tudo, embora um pouco estranho, apesar da Cidade Proibida ser um lugar muito turístico, pude visualizar muitos costumes locais. Como nenéns fazendo xixi no chão (lá eles não usam fraldas, e usam roupas com um buraquinho nas partes íntimas), pessoas tirando cera do ouvido de outras em público, mexendo na orelha, no nariz, como se tudo isso fosse normal. E é! Só não é normal para nós.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

Como chegar na Cidade Proibida

Para entrar pelo portão principal, pelo Portão da Paz Celestial (Tiananmen), aquele com a fotografia de Mao Tse-Tung, você pode pegar a linha 01 do metrô, e descer pela Tiananmen West ou Tiananmen East.

Portão da Paz Celestial
Portão da Paz Celestial

Pode pegar também os ônibus 1, 5, 10, 22, 52, 59, 82, 90, 99, 120, 126, 205, 210 e 728 que param na parte norte da Praça da Paz Celestial. Ou pegar os ônibus 2, 5, 7, 8, 9, 17, 20, 22, 44, 48, 53, 59, 66, 67, 72, 82, 110, 120, 126, 301, 337, 608, 673, 726, 729, 901 e 90, que param na parte sul da Praça da Paz Celestial.

Autor do Post
Mari Sanefuji
Joseense de 24 anos, que há 6 anos decidiu se mudar para São Paulo para trabalhar no ramo da Publicidade como Gestora de Mídias Sociais. Posso me descrever como uma mente inquieta sempre em reflexão sobre o mundo, e sobre a mim mesma.

Quer deixar um comentário?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *