Música Argentina

Viajar, é se deparar e aprender com outra cultura. Imergir na experiência de ter contato com outra história desse mundo.

Acreditamos que uma das melhores maneiras de tentar entender os sentimentos de outro povo, é a sua cultura musical.

Entender o que ouvia, o que ouvem, o que falam, e o que nos fazem sentir! Suas alegrias e orgulhos, e suas críticas e frustrações.

Vamos mostrar aqui, um pouco do que buscamos conhecer da música Argentina.

La Yegros, banda da nova onda latino americana, que está conquistando o mundo
La Yegros, banda da nova onda latino americana, que está conquistando o mundo

Sempre quando pensamos no país dos nossos hermanos, nos vem na cabeça o Tango! Algo que, pelo menos eu, conhecia mais a roupa e a dança, do que a própria música. O que na minha adolescência, fez com que eu nunca tentasse me aproximar da música Argentina.

Hoje, vejo que eu estava errado! Que, o Tango não é apenas uma dança e uma roupa. E a música Argentina é algo que nos encanta cada dia mais. 

Charly Garcia, um dos mais conhecidos musicos de rock argentino
Charly Garcia, um dos mais conhecidos músicos de rock argentino

Mais errado ainda, quando eu pensava que a música Argentina, não tinha outra coisa a me oferecer! O Rock Argentino, é algo que surpreende! E os argentinos são loucos por rock! Me arrisco a dizer, que muito mais que nós brasileiros. É surpreendente o número de boas bandas de rock que compõem o cenário musical argentino.

Tango ao contrário do que pensamos, não é o estilo musical mais tradicional da Argentina. É sim, o mais conhecido mundo afora. Mas na Argentina, a música mais tradicional e difundida, principalmente nas cidades mais afastadas do centro, é a Musica Folclórica, um estilo musical que tem sons de raízes indígenas.

Mercedes Sosa, representa a musica folclórica argentina. Uma artista do povo
Mercedes Sosa, representa a musica folclórica argentina. Uma artista do povo

À partir da Musica Folclórica, chegamos à cumbia. Muito conhecida, e escutada nos países latino-americanos.

Além dos estilos acima já mais conhecidos, a música Argentina não decepciona no reggae. Apesar de não ser muito conhecida fora do país, os argentinos não mandam mal não.

Descobrimos também que não foi só no Brasil que tivemos a fase de “girls group” como o grupo Rouge. E a cúmbia da geração atual da música Argentina, parece muito com o nosso sertanejo universitário.

Girl Group , Bandana
Girl Group , Bandana

Tango

O surgimento do tango, tem inicio no século XIX, e nos faz entender um pouco da história Argentina. Principalmente de Buenos Aires, local do surgimento do Tango.

No início deste século, começa um grande incentivo pela chegada de mão de obra européia para aumentar a força de trabalho, e de acordo com relatos – higienistas – da época, “refinar” a cultura com a chegada de espanhóis, italianos, franceses, e poloneses.

Nesse período acontece o aumento do número da população masculina de Buenos Aires. Com isso – e não somente por isso – aumentou-se o número da procura por prostíbulos. Formavam-se FILAS na porta dos estabelecimentos!

Carlos Gardel
Carlos Gardel, famoso cantor de tango

Com o aumento da circulação de pessoas, as “casas” passaram a buscar formas de entretenimento enquanto o cliente aguardava sua vez. A diversidade de cultura fez com que estilos como: polca européia, a havaneira cubana, o candombe uruguaio e a milonga espanhola, se misturassem, para daí surgir o Tango.

O Tango em seu início, surgiu sem letra, apenas ritmo. Uma dança que remetia mais ao clima de onde surgiu. Algo mais sensual e rítmico.

O surgimento das letras, representou bastante seu lugar de origem. O que fez com que de início fosse visto de forma preconceituosa pela sociedade, algo de “pessoas de má índole”.

Essa “internacionalização de culturas” entre latinos e europeus, fez que com o ritmo, inevitavelmente chegasse na Europa. A aceitação foi tão grande, que o ritmo se difundiu e ganhou letras de fora da realidade do prostíbulo, estendendo bastante seu alcance.

Voltando à Argentina, o ritmo explodiu com o surgimento de uma das personalidades artísticas mais conhecidas da Argentina. O cantor de tango, Carlos Gardel, que mesmo tendo nascido na França, afirma, e jura de pé juntos, que “nasceu com dois anos e meio em Buenos Aires”.

Gardel trouxe o romantismo às letras de Tango, contribuindo muito para que este estilo musical, tornasse a ser conhecido na Argentina como sinônimo de paixão, melancolia e tristeza.

Destacamos aqui a música “Mi Buenos Aires Querido”

Carlos Gardel, eternizou o Tango, no filme El Dia QUe Me Quieras

Aproveitando a popularização do estilo musical, muitas empresas usaram o Tango na publicidade, e também os programas de TV, principalmente em suas novelas. Fazendo com o que o Tango ficasse distante dos mais jovens.

Uma nova geração de músicos de Tango, tem surgido, e com uma proposta de mudar, ou de acordo com eles próprios, voltar a essência do Tango.

O grupo Orquesta Típica Ciudad Baigón, é composto por 12 integrantes, a maioria com menos de 30 anos, e querem usar o tango como uma forma de denúncia dos problemas sociais argentinos e no mundo.

Musica Folclórica

O surgimento da música folclórica Argentina se dá em quatro momentos principais: a colonização espanhola, a imigração FORÇADA dos africanos, o período de grande imigração européia, e a grande imigração entre os pueblos argentinos.

O surgimento deste estilo musical, é literalmente folclórico, no que tange, à mistura de ritmos que juntos se tornam parte de uma nova cultura, esta que agora conhecemos como Música Folclórica.

Um som com muitos instrumentos, um som que pode se estender de fora da Argentina, para toda América Latina.

Uma das vozes mais famosas desse estilo é a de Mercedes Sosa. Uma das artistas mais conhecidas de toda América Latina – possui até músicas gravadas com Milton Nascimento, Chico Buarque e Caetano Veloso – não só pelo que fazia no palco, mas também fora dele.

Se destacou pelo ativismo na esquerda de Perón, lutando por mais direitos sociais, e principalmente, mais dignidade!

Foi obrigada a se exilar no período da Ditadura Militar. Foi perseguida, e voltou em 1982, e ajudou muito na retomada da esquerda Argentina.

Nos palcos, sua voz é marcante. Algo que desperta um sentimento, puramente, latino-americano.

Duas vozes também muito conhecidas na Argentina, são as de Luna Monti e Juan Quintero. Que lembram um pouco – acredito que ajudado pela roupa – do nosso MPB. Artistas que mostram o tamanho da qualidade da música Argentina.

Rock Argentino

O Rock Argentino surgiu na segunda metade dos anos 60, mas antes disso o estilo musical, vindo da Inglaterra, e dos EUA, já haviam caído no gosto argentino.

Até meados da década de 60, era comum ver grupos argentinos que cantavam músicas em inglês, ou então faziam covers dos já famosos gringos.

Passado um tempo, começou então um movimento underground, de origem da área intelectual-boêmia de Buenos Aires, que começou a cantar músicas em espanhol, e com temas geográficos argentinos, com diversas críticas e insatisfações!

O movimento atingiu rapidamente os jovens, e desde então o Rock Nacional não saiu de cena argentina. Tornando-se um dos estilos mais populares da música Argentina.

Foi durante as Guerras Malvinas de 1982 que o movimento se cristalizou. O rock se tornou forte porta-voz contra a guerra.

Música é cultura, e por trás dela, conseguimos decifrar um pouco a história de cada canto do mundo.

Charly Garcia, é um dos mais influentes músicos de Rock Nacional Argentino. É uma das principais referências do rock não só nacional, quanto internacional.

Gravou 41 discos, tendo fundado também, 2 das principais bandas de rock argentino, Sui Géneris e Serú Girán.

Soda Stereo é uma banda que apareceu no começo dos anos 80, e fez muito sucesso também na década de 90. Banda mais que conhecida na Argentina, foi importantíssima na difusão do rock por toda América Latina.

Possui muita influência de de bandas norte-americanas, e inglesas. Como The Police, David Bowie, e Billy Idol.

Soda Stereo, trouxe uma nova versão do rock, uma versão hispânica.

Soda Stereo também tem uma música muito conhecida de nós brasileiros, a diferença é que a escutamos em português. Nos primeiros 5 segundos vocês vai me entender.

Seu vocalista Gustavo Ceratti, continuou em carreira solo após o fim da banda em 1998, e teve uma carreira tão elogiada quanto teve na banda. Contribuiu muito para música Argentina, tendo falecido em 2014.

Na nova geração, destacamos a banda Viva Elástico, traz um som muito parecido com The Cure, e The Killers.

Cumbia

A cumbia tem sua origem nos guetos da Colômbia. Um ritmo que dizem ter surgido pela mistura do som africano com indígena.

Sempre muito populares e tradicionais na Colômbia e no Paraguai, o gênero musical se estendeu para Argentina, e hoje é considerado o estilo musical mais popular dos hermanos.

Se você sair pra balada, pra um barzinho, pode ter certeza, que você vai ouvir cumbia.

Na música Argentina a cúmbia se divide em dois grupos:

  • Cumbia Villera: um estilo mais “clássico” argentino
  • Cumbia Pop, Cachengue ou Canchera: um estilo que está mais na moda entre os jovens hoje.

No caso da Cumbia Villera destacamos dois grupos que vem fazendo muito sucesso pelo mundo.

Rafaga na Europa

Kumbia Kings nos EUA (nossa favorita entre as duas)..

Já na Cumbia Pop destacamos a banda Marama. O que mais nos chamou atenção foi a proximidade do estilo dos cantores com a dos cantores do sertanejo universitário no Brasil.

Marama

A América Latina, vem ganhando bastante destaque no cenário mundial da música. Estamos criando um estilo, que é a mistura de todos nós da América Latina e Brasil.

Novos grupos vem misturado músicas de raízes indígenas, com cumbia, punk, rock. Até saiu uma matéria bem legal no Brasil El Pais.

Uma cantora argentina que gostamos muito é Mariana Yegros mais conhecida como La Yegros.  

A banda Las Taradas – em espanhol As Loucas – é um grupo que mistura muitos sons, diferente de La Yegros, mas que também faz parte da nova geração de músicas Latino Americanas

.

No clipe acima, também outra artista, esta que tem ganho bastante destaque fora da Argentina. A Miss Bolivia, que apesar do nome é argentina, e tem esse nome, por ter vivido na rua Bolivia em Buenos Aires. Seu som se destaca por ser uma mistura do hip hop com a cumbia.

Cuarteto 

Atualmente, uma das músicas mais populares da Argentina, surgiu no distrito de Córdoba na Argentina.

Começou sua contribuição à música Argentina, a partir da década de 30. Assim como o Tango foi considerado um estilo musical “da ralé”, sem ser aceito pela elite Argentina.

O sucesso passou a crescer, saindo das áreas mais periférias e se popularizando entre os bairros cordebenhos. Já nos anos 90 a popularidade Cuarteto se estendendo por toda Argentina.

Os dois cantores mais famosos do estilo são Rodrigo Bueno, e La Mona Jimenez.

La Mona Jimenez, tem uma performance única no palco

Rodrigo Bueno, a performance no palco é única desse ritmo

Reggae

Pode não ser um estilo tradicional, nem popular se comparado aos citados acima. Os hermanos gostam de reggae, e uma coisa que observamos, é que gostam BASTANTE do reggae do Brasil. Encontramos muitos que conheciam Natiruts, Mato Seco, Ponto de Equilíbrio.

Conhecemos a banda Los Cafres, que dá um toque portenho ao reggae.

Ragatanga 

É comum, viajar pela América do Sul, e ao ligar a TV – naqueles dias de luxo em que existem TV – e começar a observar que os programas de televisão são muito similares, como os que temos aqui no Brasil.

E para mostrar tal similaridade, separamos duas bandas que vão te fazer lembrar do Rouge. Se lembram do Rouge? Aquela banda feminina que ganhou um reality show no SBT, e que implacou um de seus hits pelas crianças e adolescentes brasileiros?

Espero que tenham gostado das escolhas das bandas. E mandem aí mais sugestões que completamos o post 😀

A música surge em cada esquina, de cada canto desse mundo. Se manter curioso pela música de um lugar, é buscar sentir mais próxima a cultura do lugar que você está visitando.

Paulistano de 26 anos, que ainda mora em São Paulo, e trabalha como Analista de Sistemas. Alguém que só percebeu o tamanho do mundo quando colocou pela primeira vez a mochila nas costas, e a partir de então passou a enxergar o mundo em uma outra perspectiva. Uma perspectiva menos “de eu” e mais “de todos”. Uma pessoa que vive em uma utopia de crer que o mundo pode ser um lugar diferente.

COMENTÁRIOS

3 COMENTARIOS
  1. escrito por
    vivreauletranger
    set 8, 2016 Responder

    Adorei <3

  2. escrito por
    Christian Duarte Maia
    out 6, 2017 Responder

    Muito massa o relato e a experiência, encantado!! Obrigado. Sugiro pra ti escutar tbm a banda Arbolito, música Baila Baila, depois as demais. abç

    • escrito por
      Douglas Henrique da Fonseca
      nov 15, 2017 Responder

      Fala Christian!

      Po acabei de ouvir. Realmente não conhecia, mas valeu pela indicação, já está na minha playlist. 😀

      Vamos atualizar o post com a banda também. Brigadão de novo!

      Grande abraço!!

Deixe uma resposta

Top