Montevidéu em 03 dias – Dia 03

Dias 01 e 02: Como Chegar em Montevidéu, Historia do Uruguai, Personalidades do Uruguai, Como Sair do Aeroporto, Onde Trocar Dinheiro, Onde se Hospedar em Montevidéu, O Que Fazer em Montevidéu, Itinerário do My Maps, Conhecendo a Ciudad Vieja, Conhecendo a Maconha do Uruguai, Avenida Rambla, O Carnaval e o Camdombe Uruguaio, Praias de Montevidéu, Economizando para Comer.

Dia 03: A Vingança do Mate, Feira Tristan Narvaja, Mercado Agrícola de Montevidéu, Mercado Del Puerto, Siesta no Domingo em Montevidéu, Jantando no Mercado del Puerto, Indo para o Aeroporto

————————————————————————————————————————————————————–

Dia 03

A Vingança do Mate

Logo de manhã sentimos o efeito do mate. Acordei me sentindo meio mal, e a Mari então, tava difícil até de sair da cama de tanta dor de estômago.

Então vai uma grande lição pra você: “ERVA MATE É TÓXICA, NÃO TOME COM TANTA VONTADE ASSIM!!!” ahaha.

Sai do apartamento para procurar uma farmácia.

Logo que sai na rua pensei “caramba, a rua tá mais vazia que ontem, e ontem já estava vazia……AHHH hoje é domingo”.

E domingo em Montevidéu, é realmente domingo.

Tudo parecia estar fechado! Mercados, farmácias, casas de câmbio…tudo fechado!

Curtindo o Pent House Studio
Curtindo o Pent House Studio

Perguntando na rua para os sempre receptivos uruguaios, descobri a única farmácia que estava aberta no centro! Por sorte, eu estava perto.

Comprar o remédio foi bem fácil, pois os uruguaios falam muito bem português (é serio!)..

Grafite em frente ao nosso prédio
Grafite em frente ao nosso prédio

Feira Tristan Narvaja

Descansamos mais um pouco no apartamento e saímos para começar o dia.

Reservamos a parte da manhã para conhecer uma das feiras mais antigas da América do Sul, a Feira Tristán Narvaja.

A feira já acontece há mais de 100 anos, todos os domingos do ano.

A feira é um GIGANTESCO mercado da pulgas (não liguem para a cara de debilitada da Mari, ela ainda estava com dor de estômago no momento do vídeo). 

Acho importante esclarecer que a feira não agrada a todos os perfis de turistas.

Aqui estamos falando apenas de uma feira de antiquário, não como nos moldes da Feira de San Telmo em Buenos Aires, que tem produtos novos e artesanatos.

Taí um bom lugar pra achar sua cuia
Taí um bom lugar pra achar sua cuia
Feira Tristan Narvaja
Feira Tristan Narvaja

A feira é bem extensa, e vende todo tipo de produto!

Andar pela feira é andar no meio de um vuco-vuco com legumes, frutas, cuias, livros usados, roupas usadas, tapetes, produtos feitos de madeira, plantas, e MUITA, MUITA coisa usada para comprar (como todo mercado das pulgas deveria ser).

Até a criançada participa
Até a criançada participa
Feira Tristan Narvaja
Feira Tristan Narvaja

A feira começa na esquina da Avenida 18 de Julio com a Rua Tristan Narvaja, e as barraquinhas se estendem por muitas e muitas quadras. Funciona das 9h até às 15h.

Dificilmente você vai ver os produtos organizados em ordem de exposição, é tudo muito junto e misturado. 

E é andar nesse caldeirão de misturas uruguaias que torna o passeio tão gostoso.

Feira Tristan Narvaja
Feira Tristan Narvaja
Feira Tristan Narvaja
Feira Tristan Narvaja

Aproveitamos o caminho para conhecer o bairro.

Na caminhada nos deparamos com uma “Escola de Camdombe” (como as escolas de samba no Brasil), que exibe também roupas do Carnaval Uruguaio.

Escola de Camdombe
Escola de Camdombe
Escola de Camdombe
Escola de Camdombe

E para você sentir um pouco mais da energia do Carnaval Uruguaio, dá uma olhada nesse vídeo:

Mercado Agrícola de Montevidéu

Saímos da feira, e seguimos para conhecer o Mercado Agrícola que estava ali por perto.

Mercado Agrícola de Montevidéu, foi construído em 1913, motivado pela necessidade de concentrar o comércio de produtos como frutas, legumes e verduras em um só lugar.

Mercado Agricola de Montevidéu (MAM)
Mercado Agricola de Montevidéu (MAM)

O Mercado que também é conhecido como MAM, é o único desse segmento em todo o país.

E em 1999 foi considerado Patrimônio Nacional.

O MAM, passou um longo período de reformas, sendo reaberto em 2013.

À partir de então, se tornou um grande atrativo turístico, devido à quantidade de itens que se encontra por lá.

Ao contrário do que esperávamos, não curtimos muito o lugar não.

É bem legal! Tudo é bem novo, com muitas opções, porém não achamos muito nossa praia. Achamos tudo modernoso demais, ou melhor, gourmet demais pra gente ahaha.

Não nos apaixonamos pelo lugar, mas com certeza vale uma visita.

O MAM fica aberto todos os dias das 9h até as 22h.

Já passava da hora do almoço, e paramos para almoçar.

Ao contrário do que se espera, não comemos a famosa carne uruguaia. Fizemos exatamente o oposto, dividimos um prato de Woki Vegetariano ahhaa.

Restaurantes do Mercado Agrícola
Restaurantes do Mercado Agrícola
Experimentando a cerveja Patricia
Experimentando a cerveja Patricia

Mercado del Puerto

Na parte baixa da Ciudad Vieja, se localiza esse grande edifício inaugurado em 1868, que já pode ser visto de longe.

Chegando no Mercado del Puerto
Chegando no Mercado del Puerto

O lugar é feito para os turistas, com diversas lojas de lembrancinhas, doces típicos uruguaios, cuias, e muitos restaurantes.

Mas também é muito visitado por uruguaios, que dizem que é ali onde fica o melhor da carne da cidade.

O restaurante mais famoso é chamado de El Palenque, um restaurante onde você senta no balcão vendo o churrasco ser feito na sua frente.

Se você for um fã de carne, não se prenda apenas à esse restaurante, muitos outros no Mercado proporcionam a mesma experiência.

Siesta no Domingo em Montevidéu

Um dos costumes mais conhecidos no uruguai, é o da famosa soneca depois do almoço, em espanhol, a siesta.

Para se ter ideia do quanto esse costume é forte, a maioria dos estabelecimentos do Uruguai fecham por duas horas no horário do almoço.

Seguindo a tradição, após o almoço voltamos para o PentHouse Studio, a Mari de cara capotou!

Como eu não estava com sono, usei o tempo para encher a cara, um costume que não é uruguaio, mas é meu hahah.

Pode cochilar, ou tomar um vinho
Pode cochilar, ou tomar um vinho

Jantando no Mercado del Puerto

Depois de descansar, saímos para a última caminhada pela Av. Rambla.

E depois, fomos fazer a nossa ostentação da viagem, jantar em um restaurante.

Chegamos umas 18h no mercado. Tinham dois restaurantes do lado de fora abertos, o resto estava fechado.

No primeiro, olhamos o preço, assustamos um pouco, e fomos comparar com o segundo.

Av Rambla
Av Rambla

Na comparação os preços foram bem similares, ainda em dúvida de onde iríamos comer, fomos atendidos pela recepcionista do segundo restaurante.

Extremamente simpática, falava com a gente em português, e insistiu que não iríamos nos arrepender.

Ainda indecisos, ouvimos uma voz BEM brasileira, um casal brasileiro estava bebendo ali no restaurante. A mulher levantou e veio ao nosso encontro, com aquele sorriso de algumas cervejas.

Fim de Tarde na Ciudad Vieja
Fim de Tarde na Ciudad Vieja

Chegou nos dizendo pra comer ali mesmo, que era maravilhoso, o atendimento demais, e todos elogios possíveis!

Seu namorado veio um tempo depois, e falou pra sua namorada, que ela estava falando muito alto. Aí entrou a recepcionista no meio, e deu a melhor resposta de todas:

“Ahhh ta nada! Brasileiro é assim mesmo! Gosta de gritar, de rir, de falar alto, se divertir!”

Nessa hora, descobrimos a fama do brasileiro em Montevidéu…. hahahah

Sentamos para jantar, escolhemos um prato para dividir (muito caro um prato pra cada né?), e sinceramente, nem lembramos qual era o prato.

O que lembramos, é que infelizmente a janta foi uma decepção =/, o arroz um pouco duro, e a carne bem diferente da nossa expectativa.

Bom…fazer o que né? Acontece …

Nesse jantar, aconteceu uma das maiores coincidências da minha vida.

Na mesa atrás da nossa, estava sentado Jessé de Souza, o autor dos dois últimos livros que eu havia lido!

Antes de ir embora, superei a vergonha e parabenizei ele pelo ótimo trabalho. 😀

Na mesa do fundo está o Jessé Souza
Na mesa do fundo está o Jessé Souza

Indo para o Aeroporto

Nosso voo sairia às 5h da segunda-feira. Já não tínhamos a opção dos ônibus, nos restaria a van ou o táxi.

Mesmo sendo mais barato que o táxi, não achamos que a van valeu muito a pena, pois demorou muito, e ficamos com medo de optar por ir de van, e acontecer algum imprevisto que nos fizesse perder o voo.

Dando tchau para Montevidéu
Dando tchau para Montevidéu

Então fizemos uma extraordinária descoberta! O Uber funciona em Montevidéu, e com um preço bem em conta.

Chamamos o Uber, e em 5 minutos o carro chegou, e seguimos para o aeroporto.

Lugares que não conhecemos mas que valem a pena

Um fim de semana não foi o suficiente para ver tudo, então vamos mostrar aqui resumidamente outros lugares que valem a visita.

Todos os pontos já estão marcados no mapa que fizemos mo My Maps.

Parque Rodó

A cidade é bem arborizada, e os parques são também um grande atrativo uruguaio.

O Parque Rodó possui 85 hectares de área arborizada, e quase todo ela sendo usada como espaço de lazer. Jardins, pedalinho, área de esporte, museu, e até parque de diversões.

Nesse parque você também encontra o Teatro de Verano, que é um centro de espetáculo ao ar livre, com capacidade para 4 mil pessoas.

Teatro de Verano
Teatro de Verano
Parque Rodo
Parque Rodó (fonte: google images)

Parque Battle

É nesse parque que está um dos mais conhecidos monumentos de Montevidéu, o monumento La Carreta, construída em homenagem aos carreteiros no século XIX.

O parque possui 60 hectares, com a maioria das suas atividades voltadas à prática esportiva.

Aqui também estão o histórico estádio Centenário, outros dois campos de futebol, o Velódromo Municipal, uma pista de ciclismo, outra de atletismo e pra finalizar uma academia ao ar livre.

La Carreta (fonte: discovertheworld.com)
La Carreta (fonte: discovertheworld.com)

Estádio Centenário

Os uruguaios possuem uma paixão gigantesca pelo futebol!

Isso é fácil de reparar nos 5 primeiros minutos que andar pela cidade, cheia de bandeiras do Nacional e do Penarol. Os dois times mais tradicionais do país.

O histórico estádio foi palco da primeira Copa do Mundo, em 13 de julho de 1930.

A ideia inicial, era que todos os jogos fossem realizados no estádio. Porém com o atraso nas obras, do total de 18 partidas, 8 delas não foram realizadas no estádio.

O jogo mais lembrado pelos uruguaios, até hoje, continua sendo a histórica final desse mundial, onde o Uruguai venceu a Argentina por 4×2.

Consagrando o Uruguai, como o primeiro campeão mundial da história!

Estadio Centenario Montevidéu (fonte: http://3.bp.blogspot.com)
Estadio Centenario Montevidéu (fonte: http://3.bp.blogspot.com)

Librería Linardi Y Risso

Uma de nossas maiores decepções, foi não ter passado nesta livraria.

Especializada em livros antigos, e sobre a América Latina, a Librería Linardi Y Risso, foi um lugar comum de encontro de grandes escritores latinos.

Durante décadas a livraria promoveu em seu café grupos de discussão, reunindo boa parte dos intelectuais do continente.

Imagina só, você no meio de uma discussão entre Galeano e Pablo Neruda?

Pois é, esses encontros aconteciam na livraria.

Libreria Linardi y Risso (fonte: bipolarflexivel.com)
Libreria Linardi y Risso (fonte: bipolarflexivel.com)

Cerro de Montevidéu

O Cerro está localizado à 135 metros ao nível do mar.

Além da fantástica vista, é possível visitar a Fortaleza General José Artiga, que abriga um museu militar, e também o primeiro farol do Rio del Plata.

Dizem ser a melhor vista da cidade. Não pudemos conferir, mas se tiver tempo, vale a pena colocar no roteiro.

Cerro de Montevideo (fonte: zefinhasnacozinha.com)
Cerro de Montevideo (fonte: zefinhasnacozinha.com)
Vista do Cerro de Montevideo (wikimedia.org)
Vista do Cerro de Montevideo (wikimedia.org)

————————————————————————————————————————————————————–

Resumos dos gastos:

Consideramos que Montevidéu é um ótimo lugar para se visitar, e também para gastar pouco.

São muitas opções de hospedagem, e também para alimentação, tendo diversos restaurantes, e muitos mercadinhos com comida pronta.

A maioria das atrações são de graça, inclusive TODOS os museus da cidade.

Onde se hospedar em Montevidéu

Penthouse Studio (AirBnb): R$232,50 por pessoa

Como chegar em Montevidéu

Avião ida e volta entre São Paulo e Montevidéu: R$607,52 por pessoa

Custos Individuais (3 noites / 3 dias):

Passagens: R$607,52

Hospedagem: R$232,50

Passeios: R$ 00

Comida: não registrado

< Ver dia anterior

Paulistano de 26 anos, que ainda mora em São Paulo, e trabalha como Analista de Sistemas. Alguém que só percebeu o tamanho do mundo quando colocou pela primeira vez a mochila nas costas, e a partir de então passou a enxergar o mundo em uma outra perspectiva. Uma perspectiva menos “de eu” e mais “de todos”. Uma pessoa que vive em uma utopia de crer que o mundo pode ser um lugar diferente.

COMENTÁRIOS

1 Comentário
  1. escrito por
    Montevidéu em 03 Dias – Dias 01 e 02
    abr 14, 2017 Responder

    […] Ver próximo dia > […]

Deixe uma resposta

Top