Ilha Grande em 04 dias – Dia 01

Resumo do relato completo:

Dia 01: Informações sobre Ilha Grande, História de Ilha Grande, Como chegar em Ilha Grande, Onde se hospedar em Ilha Grande, O que fazer em Ilha Grande, Mapa de Ilha Grande, Praia Preta, Aqueduto de Ilha Grande

Dia 02Como chegar a Praia Lopes Mendes, Praia do Pouso, Onde comer na Praia do Pouso ou Onde comer na Praia Lopes Mendes, Praia Lopes Mendes e Onde comer em Ilha Grande

Dia 03 e 04Como fazer a Meia Volta na Ilha Grande, Lagoa Verde em Ilha Grande, Lagoa Azul em Ilha Grande, Almoço na Praia de Fora, Saco do Céu – Praia dos Namorados, Praia Carmiranga, O que levar para Ilha Grande e Resumo dos gastos

————————————————————————————————————————————————————–

Vista das Pedras, na Praia Lopes Mendes
Vista das Pedras, na Praia Lopes Mendes

Final de ano, e tínhamos a última semana de folga. Sem nada reservado decidimos ir para Ilha Grande, de onde sempre ouvimos ser um paraíso natural. Um dos locais que sempre tivemos vontade de ver no Brasil.

Informações sobre Ilha Grande

Ilha Grande está localizada no Munícipio de Angra dos Reis, no Estado do Rio de Janeiro. Fica a 170 km do RJ e 396 km de SP.

Uma Ilha com 193 km², e uma população de 5 mil pessoas distribuídas em vários povoados.

3 mil delas concentradas na Vila do Abraão. Região que possui uma ótima estrutura.

Vila do Abraão é considerada a capital da Ilha Grande, com diversas opções de restaurantes, farmácias, bancas de jornal.

A maioria dos estabelecimentos aceita cartões de débito ou crédito, porém a ilha não possui nenhum caixa eletrônico. Então, independente de aceitar cartões, o melhor é ir com dinheiro em mãos.

Não é permitida a circulação de carros por lá, esqueça barulhos de buzinas e motores!

Por isso a única maneira de acesso à ilha é através do mar. Por lanchas, barcos ou barcas.

Vila do Abraão
Vila do Abraão

História de Ilha Grande

Ilha Grande foi formada entre 420-500 milhões de anos atrás.

É um paraíso natural no mundo, possui diversos tipos de florestas (aluvial, planície, submontana e montana), restingas, manguezais, lagoas, rios, praias e costões. E possui cerca de 2.000 espécies de árvores. 

Assim como a flora, a fauna é muito rica. Invertebrados, peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Há espécies ameaçadas de extinção, como o Gavião-Pombo, e o Macaco Bugio que é símbolo do parque.

Ippaun Wasu, era como os índios tamoios chamavam a ilha. Que já era habitada antes da chegada dos portugueses em 6 de janeiro de 1502.

O nome Ippaun Wasu significa Ilha Grande, e o dia em que os portugueses chegaram Dia dos Reis. Daí o nome do lugar.

Ilha Grande
Ilha Grande

O local possui diversas histórias marcantes para o país, participando de diversos capítulos. A grande maioria deles tristes:

  • Em 1863 Dom Pedro II visitou Ilha Grande e comprou a Fazenda do Holandês. Local que foi usado como centro de triagem e quarentena para passageiros doentes que chegavam ao Brasil. Após um tempo foi construído um sanatório na fazenda;
  • Em 1940, impulsionado pela Ditadura do Estado Novo (1937-1945), foi construído na ilha um presídio com capacidade para mil detentos, o Institudo Penal Cândido Mendes. E era para lá que não só presos comuns, mas também presos políticos eram levados. Um dos presos políticos mais famosos foi Graciliano Ramos, que ficou preso por lá durante 11 meses, período onde escreveu uma de suas mais famosas obras Memórias do Cárcere;
  • Em 1969, durante o período da Ditadura Militar, surgiu a maior organização criminosa no Brasil, o Comando Vermelho do Rio De Janeiro. O grupo foi formado pela junção de presos comuns e presos políticos. Mais sobre essa história no filme 400 contra Um;
  • Apenas em 1994 a prisão foi impludida.
Ruínas da Prisão de Ilha Grande
Ruínas da Prisão de Ilha Grande

Como Chegar em Ilha Grande

O único tipo de acesso a Ilha Grande é através dos barcos que saem das cidades de Conceição de Jacareí, Angra dos Reis, ou Mangaratiba.

De lá é necessário tomar o barco até a ilha, que possui os seguintes pontos de desembarque:

  • Vila do Abraão
  • Bananal
  • Araçatiba
  • Praia Vermelha
  • Praia do Aventureiro

Dois detalhes são importantes:

  • Saindo da cidade de Mangaratiba é possível desembarcar apenas na Vila do Abraão;
  • A Praia do Aventureiro tem fama de ser um dos lugares mais paradisíacos de toda Ilha Grande. Lá não possui pousadas, nem energia elétrica. O sinal de celular também não funciona. Para passar a noite lá é necessário acampar, e no verão existe um controle no número de pessoas que ficam por lá. 

Decidimos ir por Angra dos Reis, pois saindo de São Paulo a distância é menor. Há duas maneiras de ir até Angra dos Reis, de carro ou de ônibus. Optamos por ir de ônibus.

Compramos as passagens da Reunidas Paulista pela internet duas semanas antes. Iríamos partir no dia 26 de Dezembro, então era melhor garantir. Mas não sendo feriado acredito que é possível comprar na hora.

Os horários podem ser vistos aqui. No momento da compra, a única opção que tinha era de ônibus executivo.

A viagem duraria 8 horas e 30 minutos, e escolhemos o horário saindo às 22h de São Paulo da rodoviária Tietê. Para chegar na rodoviária de Angra dos Reis as 05h20. Não pegamos nada de trânsito.  

O ônibus era confortável, a grande diferença de um ônibus comum para o executivo é o descanso para as pernas. Realmente faz bastante diferença para dormir, mas não achamos que vale a pena pagar a mais por isso.

Para quem for de carro para Ilha Grande, a melhor maneira mesmo é por no Google Maps. Vai ser melhor que a minha ajuda, aposto ahaha.

Também compramos as passagens de barco para Ilha Grande antecipadamente pela internet. Tanto de ida quanto de volta. Optamos por um barco que faz o trajeto em 30 minutos. Nos custou 40 reais cada por trajeto e fomos pela empresa Água Viva Tour.

Existiam 3 horários: 07:00 – 11:30 – 13:30 – 17:30. Queríamos o horário das 07h mas já estava esgotado. Escolhemos então 11h30. Mas existem outras maneiras de chegar até lá.

Descemos na rodoviária, pegamos nossas coisas, tomamos um café por lá mesmo e ficamos esperando até dar o horário.

O local de saída do barco fica há uns 20 minutos andando, basta sair da rodoviária e seguir à esquerda. Você vai manter reto e contornar a baía até ver o cais. 

No caminho tem o Centro de Informações Turísticas de Angra dos Reis. Chegamos lá e já estava cheio, muita gente na lista de espera para ir à Praia do Aventureiro. 

Como disse acima, a praia possui uma lotação máxima no verão e no momento já estava cheia.

Vale a pena passar por lá para pegar os mapas turísticos de Ilha Grande, que sempre ajudam bastante.

Com a passagem em mãos pensamos que ia ser super tranquilo pegar o barco. Chegamos no cais supondo que existiria um guichê da empresa. Nada disso.

Nos informaram que quando chegasse próximo ao horário da embarcação, apareceria uma mulher por ali com cabelo vermelho e vestindo uma camiseta cinza escrito Água Viva Tour. Por volta das 11h20 a encontramos, e embarcamos.

O barco eram bem bão, e nos levou em 30 minutos. A viagem foi muito boa, a paisagem já ia se transformando, muito azul e verde pela nossa frente. 

Barco Para Vila do Abraão
Barco Para Vila do Abraão

30 minutos depois, desembarcamos na Vila do Abraão.

Cais de Abraão
Cais de Abraão

Onde se hospedar em Ilha Grande

Como decidimos em cima da hora, descartamos a possibilidade de procurar alguma pousada/hostel por lá. Decidimos acampar.

Antes de ir, ligamos para alguns campings e conseguimos vaga no Camping do Bicão para 3 noites. O custo foi de R$25 por noite pra cada, bastante em conta 😀

O camping possui bastante estrutura, 6 chuveiros com água quente, distribuídos em 4 banheiros. Tem uma cozinha que fica dentro da casa que existe por lá, e tomadas espalhadas por todo o camping.

Além disso, na chuva o camping inteiro é coberto por lonas. Infelizmente não tiramos fotos do camping inteiro, mas recomendamos a hospedagem 😀

Camping do Bicão
Camping do Bicão

As pousadas são bem divulgadas na internet, no booking, hostelworld, é possível achar bastante coisa.

Se quiser telefone para contato dos campings existentes clique aqui.

O que fazer em Ilha Grande

Ilha Grande possui um ótimo lugar para a prática de exercícios junto a natureza. É famosa por ter diversos trekkings. Vou destacar dois que me chamaram muito a atenção:

  • Pico do Papagaio, o pico mais alto da ilha, 16 km no total;
  • Dar a volta completa na ilha. São 70 km, 5 dias de trilha e com camping selvagem.

Era fim de ano, e não estávamos dispostos a gastar tanta energia assim haha. Por isso não fizemos nada disso, mas com certeza voltaremos para fazer.

Mapa de Ilha Grande

Como podem ver no mapa turístico há diversas opões de trilhas para fazer, e juntando todas as praias em Ilha Grande dá um total de 113 praias. Ou seja, bastante coisa pra fazer.

Mapa turístico da Ilha Grande
Mapa turístico da Ilha Grande
Mapa turístico da Ilha Grande
Mapa Turístico da Ilha Grande

Logo nos primeiros passos que demos pela ilha, já nos sentimos muito bem.

Sem ouvir  barulho de carros, e cercados por natureza. Tudo muito limpo, e muito claro. Um azul que se espalha pela ilha toda.

Ilha Grande
Basquete na Ilha Grande

Aproveitamos o primeiro dia para dar uma volta pela Vila do Abraão, e nos localizar melhor.

Por ser final de ano a ilha estava um pouco cheia, mas nem tanto assim.

E muitos, muitooooos gringos, espalhados por todo lugar. Em um momento nos sentimos fora do país.

Praia Preta

Fomos conhecer mais a natureza e seguimos para a Praia Preta, que fica bem perto da Vila do Abraão.

A trilha é bem curta, e bem fácil de ser feita. A maior parte é uma estrada de barro, sem nenhuma descida ou subida íngreme. 

Nessa pequena trilha já sentimos o quanto a natureza é presente no local. No caminho, sem grande esforço, passamos por um lindo mirante e uma cachoeira. Que nos deu um pouco de alívio do calor que estava. 

Mirante Praia Preta
Mirante na Trilha para Praia Preta

Voltamos e seguimos para a Praia Preta.

Ela possui uma linha pequena de areia, se misturando com pedras, e uma pequena vegetação fazendo sombra pra quem se acomoda por lá.

Ao entrar na água nos sentimos em uma piscina, água muito azul, e a temperatura extremamente agradável. Passamos a tarde inteira lá.

Praia Preta
Praia Preta
Tudo Azul na Praia Preta
Tudo Azul na Praia Preta

Aqueduto de Ilha Grande

No caminho de volta a Vila do Abraão é possível visualizar o Aqueduto de Ilha Grande de um tamanho que chega a assustar.

Ruínas da Prisão de Iha Grande
Ruínas da Prisão de Iha Grande

E no meio do caminho, esse macaquinho veio nos fazer companhia.

Macaquinho de Ilha Grande
Macaquinho de Ilha Grande

De noite a Vila do Abraão estava bem movimentada, aliás era fim de ano.

Um clima de festa, com som ao vivo no centro, e muitas luzes espalhadas.

Jantamos cachorro quente em uma barraquinha que ficava perto do Camping do Bicão. O molho era muito bom.

Era a opção mais em conta que achamos. Os preços lá para comer são acima de 30 reais, um pouco caro. Fazer o quê?

Próximo Dia

Paulistano de 26 anos, que ainda mora em São Paulo, e trabalha como Analista de Sistemas. Alguém que só percebeu o tamanho do mundo quando colocou pela primeira vez a mochila nas costas, e a partir de então passou a enxergar o mundo em uma outra perspectiva. Uma perspectiva menos “de eu” e mais “de todos”. Uma pessoa que vive em uma utopia de crer que o mundo pode ser um lugar diferente.

Deixe uma resposta

Top