Bananal

Resumo do relato:

História de Bananal, O que fazer em Bananal, Como chegar em Bananal, Onde se hospedar em Bananal, Onde comer em Bananal, Como chegar a Cachoeira das Sete Quedas em Bananal, Como chegar a Fazenda Boa Vista, Como chegar a Fazenda Resgatinho e Resumo dos Gastos

————————————————————————————————————————————————————–

Eu e Doug havíamos começado o nosso dia saindo de Ilha Grande, e passando por Angra dos Reis e Barra Mansa para chegar em Bananal.

Onde passaríamos uma noite para encontrar com meu pai, meu irmão, e o irmão de Doug para passarmos juntos o Ano Novo em Arapeí, uma cidade vizinha.

História de Bananal

Bananal é uma pequena cidade com 9 mil habitantes, que faz divisa com São Paulo e Rio de Janeiro. Nasceu como povoado em 1783 crescendo posteriormente com as fazendas de café que ficavam em seu entorno.

A cidade já foi tão rica que conseguia empréstimos de bancos ingleses para o Império na época. Já teve moeda própria, patrocinou a Guerra do Paraguai e recebeu muitas visitas de D.Pedro II e Princesa Isabel.

Mas com a decadência do café sua economia passou a se basear na pecuária leiteira, e restaram-se apenas algumas construções levantadas nos tempos áureos da cidade.

Bananal
Praça de Bananal

O que fazer em Bananal

Uma dessas construções é a Pharmacia Popular de Bananal, a mais antiga farmácia em funcionamento do Brasil fundada em 1830 por um boticário francês.

Até alguns anos atrás a Pharmacia Popular de Bananal ainda preservava móveis e alguns equipamentos antigos, mas recentemente foi comprada e restaurada, restando apenas fotografias do antigo local.

Lembro-me de tê-la visitado na época da escola, e como adorava história via maravilhada aquelas velharias, mas infelizmente não pude vê-las novamente.

A Estação Ferroviária de Bananal é outro ponto turístico, ela foi inaugurada em 1888 e hoje se encontra fechada apenas para visitação externa. E com vários cachorrinhos morando do lado de fora.

Bananal
Estação Ferroviária de Bananal
Cachorrinho
Nosso seguidor

Esse cachorrinho ficou nos seguindo depois que visitamos a Estação Ferroviária de Bananal. Andou pela cidade inteira com a gente até entrarmos em um restaurante.

Por incrível que pareça, voltamos para Bananal 2 dias depois, e o mesmo cachorrinho começou a nos seguir enquanto fazíamos compras no supermercado.

Bananal
Bananal e o cachorrinho me seguindo

Como chegar em Bananal

Para chegar em Bananal pegamos um ônibus de Barra Mansa da empresa Colitur, uma empresa de ônibus carioca.

Foram 40 minutos de viagem, uma viagem bem tranquila. A passagem de ônibus foi R$9,40 cada.

De carro vindo de São Paulo, pegar estrada para Queluz.

Onde se hospedar em Bananal

Em Bananal ficamos na Pousada Trilha do Ouro, uma pousada que fica bem em frente a Pharmacia Popular de Bananal, pagamos R$200 pelo casal, um quarto com televisão, frigobar, ar condicionado, e café da manhã.

Uma pousada bem simples, e com um ar condicionado que fazia muito barulho, rs.

Onde comer em Bananal

Bananal é uma cidade bem tranquila, com alguns pequenos comércios e bons restaurantes, paramos para comer no restaurante Bistekão, e pedimos uma Tábua Mineira e uma caipirinha de Yakult.

Além disso, passeamos pela cidade e sentamos na praça para ver o movimento. Foi quando encontramos Pitbull. Mas a história de Pitbull é para outro post, caso queira saber, é só clicar aqui.

Tábua Mineira e Caipirinha de Yakult
Tábua Mineira e Caipirinha de Yakult

Para quem gosta de natureza e tem carro, Bananal tem muita coisa boa em sua volta.

Depois de termos seguido para Arapeí, encontrado toda a família e festejado o Ano Novo, voltamos outro dia para Bananal para ir a Cachoeira do Brucaí, uma cachoeira famosa que depois de 50 minutos de trilha te dá uma visão maravilhosa da serra e do litoral de Angra dos Reis e Ilha Grande.

Porém, desde o dia 01 não parava de chover, e o dia estava muito nublado. Logo, sentimos que não valeria a pena fazer essa trilha.

Como chegar a Cachoeira das Sete Quedas em Bananal

Decidimos então ir a Cachoeira das Sete Quedas. Uma cachoeira privada que para chegar você precisa pegar a rodovia SP-247 até o km 15, e entrando à esquerda segue mais 6km de estrada de terra até chegar ao portão da cachoeira.

Cachoeira Sete Quedas
Cachoeira das Sete Quedas

É uma cachoeira com 7 quedas, onde normalmente você pode chegar até a última queda. Mas na época que fomos haviam encontrado uma espécie rara de sapo, e tiveram que isolar as quedas 4 e 5 para pesquisa.

As demais estavam impossibilitadas de visitar por causa do tempo. Então chegamos somente até a terceira queda.

Cachoeira Sete Quedas
Cachoeira das Sete Quedas

Para chegar à terceira queda, você desce por uma trilha bem estreita no cantinho direito da cachoeira, e para chegar às demais quedas, você tem que descer pela estrada. Essa trilha durou no máximo 10 minutos, é bem curtinha.

A cachoeira era muito bonita e gostosa, mas pudemos curti-la por pouco tempo pois o tempo começou a fechar novamente, tomando todo o cenário com neblina.

Cachoeira Sete Quedas 03
Cachoeira Sete Quedas

Como chegar a Fazenda Boa Vista e Como chegar a Fazenda Resgatinho

Devido a história de Bananal, alguns casarões de antigos cafeicultores continuam preservados e funcionando como atração turística para quem visita a cidade.

Um deles é a Fazenda Boa Vista que hoje é Pousada e Restaurante, e já foi a Fazenda mais rica do Vale, chegando a usar a mão-de-obra de mais de 1.000 escravos.

Hoje a Fazenda Boa Vista é conhecida por ter sido cenário de novelas e minisséries brasileiras, como Sinhá Moça, Cabocla e Um Só Coração.

Fazenda Boa Vista
Fazenda Boa Vista

Outra fazenda que visitamos foi a Fazenda Resgatinho, de um casal de senhores que nos atendeu muito bem, mesmo em chuva, para nos mostrar sua produção de cachaça.

Todo o processo de produção da cachaça é feito na fazenda deles, de forma orgânica, e ela é armazenada em gigantes barris de carvalho, diferenciando-se das cachaças atuais.

Alguns barris inclusive vieram de Portugal e tem bastante história. Histórias contadas pelo dono da fazenda com muito orgulho.

Fazenda Resgatinho
Fazenda Resgatinho

Não sou muito fã de cachaça, e muito menos conheço sobre o produto, mas percebe-se que a bebida produzida em processos como este tem até um cheiro muito mais agradável, não se assemelhando a aquele álcool de cozinha, rs.

Para chegar em ambas as fazendas, pegue a rodovia SP-068 para Angra dos Reis, levará de 20 a 30 minutos. A estrada é asfaltada.

Muito além de uma cidade pequena, Bananal ainda tem muito de sua natureza preservada e história para contar a quem visita.

————————————————————————————————————————————————————–

Resumo dos gastos:

Onde se hospedar em Bananal

Quarto de casal na Pousada Trilha do Outor: R$200 com café da manhã para o casal

Como chegar em Bananal

Ônibus Barra Mansa > Bananal: R$9,40 por pessoa

ou

De carro, vindo de São Paulo, pegar estrada por Queluz.

Custos individuais (1 noite / 1 dia)

Ônibus: R$9,40

Hospedagem: R$200

Comida: não registrado

Passeios: R$0

 

Autor do Post
Mari Sanefuji
Joseense de 24 anos, que há 6 anos decidiu se mudar para São Paulo para trabalhar no ramo da Publicidade como Gestora de Mídias Sociais. Posso me descrever como uma mente inquieta sempre em reflexão sobre o mundo, e sobre a mim mesma.

COMENTÁRIOS

2 COMENTARIOS
  1. escrito por
    Conheça Pitbull, uma figura conhecida em Bananal
    abr 2, 2017 Responder

    […] em uma praça de Bananal, interior de São Paulo, um homem simples e com roupas um pouco encardidas nos abordou pedindo para […]

  2. escrito por
    O que fazer em Arapeí? A mais pequena e calma cidade.
    abr 2, 2017 Responder

    […] de Bananal em um ônibus simples, ouvindo os sons das conversas puras do pessoal da roça, e em 40 min […]

Deixe uma resposta

Top