25 dias na Colômbia – Dia 09 no Parque Tayrona

Resumo do Relato Completo

Planejamento do mochilão pela Colômbia: Roteiro do mochilão pela Colômbia, Previsão dos Gastos na Colômbia, Itinerário no MyMaps, História da Colômbia, Geografia da Colômbia, Economia da Colômbia, Câmbio na Colômbia, Informações Importantes da Colômbia e Curiosidades da Colômbia

Dia 07: Sierra Nevada de Santa Marta, Parque Nacional Tayrona, Ciudad Perdida, Deserto de Guajira, Como Chegar em Santa Marta, Onde ficar no Parque Tayrona, My Maps, Como Chegar no Yuluka, Eco Hostal Yuluka, Um pouco do mundo dos Mochileiros Voluntários

Dia 08: Café da Manhã no Eco Hostal Yuluka, O Que Fazer em Palomino, Como Chegar na Praia Rancho Luna, Contato com Pescadores da Região, Janta no Eco Hostal Yuluka

Dia 09: Como chegar no Parque Tayrona, Parque Tayrona, Trilhas no Parque Tayrona, Entrada Parque Tayrona, Onde dormir no Parque Tayrona, Trilha de Arrecifes, Praia Cabo San Juan, Camping Yuluca e Onde comer no Parque Tayrona

————————————————————————————————————————————————————–

Como chegar no Parque Tayrona

Hoje era dia de deixar o Eco-Hostal Yuluka por um dia, e passar uma noite no maravilhoso Parque Nacional Natural Tayrona 😀

Acordamos cedo, arrumamos nossas coisas, tomamos café da manhã no Hostel Yuluka, e pedimos para Wilmar, o dono do hostel, nos levar até a entrada do Parque Tayrona (ele faz isso com todos os hóspedes).

Como estávamos em Palomino, a entrada do Parque Tayrona ficava há 2 km, então foi rapidinho.

Parque Tayrona
Parque Tayrona

Mas para quem sai de Santa Marta, é necessário pegar agências de turismo que levam e buscam no parque, ou…

… pagar 6.000 COP (R$8) em ônibus que partem constantemente da região do Mercado, e que fazem o trajeto Santa Marta – Riohacha.

Na hora de descer, é só pedir para o motorista te deixar em Calabazo ou El Zaino (vai depender de onde você vai iniciar sua trilha).

Parque Tayrona
Parque Tayrona

Parque Tayrona

O Parque Nacional Natural Tayrona fica na cidade de Santa Marta, e está a 34km do centro urbano. É considerado um dos parques mais importantes da Colômbia.

É habitat de uma grande quantidade de espécies, e tem 15.000 hectares, onde 3.000 são de área marinha.

Parque Tayrona
Parque Tayrona

O parque foi criado em 24 de Abril de 1964 para garantir a preservação de seu ecossistema, de alto valor biológico e arqueológico.

A região do Parque Tayrona, e a Serra Nevada, eram habitados pelos indígenas Tayrona antes da colonização da Colômbia pelos espanhóis. E deixaram algumas evidências de sua história, como o pueblito Chairama.

Os indígenas Tayrona deram origem a 4 povos indígenas que ainda vivem na região, os Kogui, Arhuacos, Kankuamos e Wiwua. Nós tivemos a oportunidade de conhecer uma indígena Arhuaco, no hostel que ficamos em Santa Marta, alguns dias depois.

Parque Tayrona
Parque Tayrona

A temperatura do Parque Tayrona oscila entre 25ºC e 38ºC, e os tempos mais chuvosos são entre Maio a Junho, e Setembro a Novembro.

Trilhas no Parque Tayrona

Apenas uma parte do parque possibilita acesso via carro, o restante é caminhando, ou cavalgando em burrinhos e cavalos.

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

O parque possui três entradas:

  • Setor Palangana – uma entrada separada com ingresso que custa à parte;
  • Setor Calabazo – uma entrada que dá acesso às mesmas praias do setor El Zaino e ao pueblito, mas com 4 horas de trilhas íngremes. Não paga para entrar;
  • Setor El Zaino – uma entrada que dá acesso às praias em 1 hora de trilha, e custa 43.000 COP a entrada.

A primeira, do setor Palangana, tem cobrança de ingresso independente, e fica a 12 km de Santa Marta. É a menos frequentada.

Parque Tayrona
Parque Tayrona

Nesta entrada você consegue ter acesso às praias Neganje, Gayraca, Cinto e Playa Cristal. Você pode chegar até essas praias de lancha, saindo da vila de Taganga, também.

Mais para frente, e mais longe da cidade de Santa Marta, temos a entrada Calabazo. Com uma trilha mais comprida, e que te leva até o pueblito Chairama, com ruínas arqueológicas dos indígenas Tayrona, construídas há mais de 500 anos.

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

Sua trilha dura 4 horas, com subidas e descidas mais íngremes, e sem a facilidade de ter um cavalo para carregar você, ou sua bagagem. Ou seja, é a trilha mais difícil do parque.

E mais para frente ainda, temos a entrada principal, e mais frequentada El Zaino, que foi a entrada que fizemos.

Em uma hora de caminhada você chega nos principais alojamentos e praias, tendo acesso às praias Cañaveral, Arrecifes, Las Piscinitas, Cabo de San Juan, e Playa Nudista.

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

E se quiser, pode voltar pela trilha que vai até a entrada Calabazo, passando pelo pueblito.

Para quem gosta de luxo, pode pegar outro caminho na trilha, e chegar aos Ecohabs. Cabanas com capacidade para até 6 pessoas, no alto do morro, com vista para o belo litoral do Parque Tayrona.

Muitas das praias são proibidas para banhistas, como a Cañaveral e Arrecifes. Por isso, recomenda-se banhar apenas nas praias de Las Piscinitas, Cabo de San Juan e Playa Nudista.

Parque Tayrona
Parque Tayrona

Entrada Parque Tayrona

Chegando no Parque Tayrona, logo na entrada, você tem que assistir a um vídeo sobre a história do parque, seus trajetos, e recomendações. Depois pagar as entradas do parque, que custaram 43.000 COP cada um (R$57).

 

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Trilha no Parque Tayrona
Trilha no Parque Tayrona

Para chegar ao início da trilha de Arrecifes, você pode ir andando através de uma estradinha, que não tem grandes coisas, ou esperar uma van que te leva até lá.

Como não somos lá muito esportivos, decidimos esperar pela van, que custou 3.000 COP cada (R$4).

Onde dormir no Parque Tayrona

Quem não quer fazer bate e volta do Parque Tayrona, pode dormir lá mesmo, em alguns chalés, campings, ou na rede.

Os chalés costumam custar 60.000 COP (R$80) por pessoa, o camping 10.000 COP (R$13,30) e as redes costumam custar de 15.000 COP (R$20) a 32.400 COP (R$43,20).

Parque Tayrona
Yuluca Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

Como estávamos na missão de gastar pouco, e estávamos sem barraca, dormimos na rede! Mas acabamos dormindo nas redes mais caras, de 32.400 COP cada.

E por que pagamos mais caro? Na entrada do parque, tem um carinha que fica reservando redes para as pessoas dormirem.

Parque Tayrona
Onde dormimos no Parque Tayrona

Na nossa inocência, pensamos que teríamos que reservá-las antes, se não ficaríamos sem ter onde dormir.

No final das contas acabamos percebendo que havíamos pagado mais caro, e que não era necessário reservar com antecedência assim.

Mas pagamos mais caro também pela comodidade. O local, também chamado Yuluca, onde alugamos nossas redes, tinha chalés, campings e redes juntos, e a estrutura era super bonitinha.

Parque Tayrona
Parque Tayrona

Os lockers (onde você coloca suas coisas) ficavam muito perto da rede, assim como o banheiro. E nossa rede tinha mosquiteiro (DETALHE MUITO IMPORTANTE). Era tudo novinho e limpinho.

Os outros campings e lugares de alugar rede são mais simples, e nem sempre contam com mosquiteiro.

Nosso camping também ficava na praia de Arrecifes, que não é a praia mais bonita do Parque Tayrona.

Praia Arrecifes
Praia Arrecifes

Se quiser dormir de frente a praia de Cabo San Juan, por exemplo, que é uma das mais bonitas do parque, você pode alugar redes lá também.

Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan

Em Arrecifes você encontra redes por 15.000 COP, mas em Cabo San Juan é a partir de 30.000 COP. Embora a estrutura de Cabo San Juan seja mais simples, você paga mais caro pela praia.

Em todos os campings existe restaurante por perto. Então você não passa fome, rs.

No final das contas foi uma noite difícil do mesmo jeito haha, mas uma experiência diferente.

Jantar no Parque Tayrona
Jantar no Parque Tayrona

Para quem não está acostumado, dormir na rede não é muito confortável. Além disso, você acorda várias vezes a noite com o barulho dos mosquitos e de animais andando do lado de fora.

Sem falar na brisa fria que aparece de madrugada. Se você for friorento, é bom levar um cobertorzinho.

Trilha de Arrecifes

O dia estava muito quente, e em geral, aquela região da Colômbia é calor o dia inteiro.

Mas a trilha de Arrecifes é muito arborizada, então o trajeto fica mais suave, e dependendo do lugar, mais fresquinho.

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

O que mais se vê na trilha são lagartinhos, toda hora é um barulhinho de folhas se mexendo… No início da trilha vimos também alguns macaquinhos, mamães carregando seus filhotes nas costas, foi lindo!

Parque Tayrona
Ache o macaquinho :D

A trilha não era difícil, às vezes tinha subida, às vezes tinha descida, às vezes era na areia, mas era muito bem sinalizada e sem riscos.

Teve uma hora que encontramos 2 crianças indígenas Tayrona vendendo água de côco, e uma delas estava com um facão! Corajosa. Mais à frente encontramos a família de indígenas Tayrona vendendo suco de laranja.

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

É interessante ver que até hoje os indígenas Tayrona conseguem manter alguns costumes de sua cultura. Todos eles ainda usavam vestimentas características.

Foi mais ou menos 40 minutos de trilha para chegar onde nos hospedaríamos, no camping Yuluca. A trilha foi cansativa (óbvio, somos sedentários), mas foi de nível fácil, tranquila.

Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona
Parque Tayrona

Deixamos nossas coisas no locker do camping Yuluca, e saímos para conhecer as praias que apareceriam na continuação da trilha.

Do nosso camping, chegaríamos a praia de Arrecifes em menos de 10 minutos de caminhada. Uma praia linda e deserta, com uma natureza sem igual, e um mar proibido para banhistas.

Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes

Realmente, a água batia forte e as ondas eram bravas.

Continuamos andando pela praia de Arrecifes, e em 10 minutos chegamos à uma outra praia, que era bonita, mas não era nosso destino final.

Andamos mais um pouquinho e chegamos à praia Las Piscinitas, uma praia com a água azul, linda da cor do Caribe, e onda nenhuma!

Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas
Las Piscinitas

Praia Cabo de San Juan

Mais 15 minutinhos andando, chegamos à praia Cabo de San Juan, um dos principais cartões postais do Parque Tayrona. Lá, pudemos entender por que seria esse o cartão postal do parque… Lindo demais!!!

Era a praia mais bonita que eu já tinha visto.

Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan

A cor da água era parecida com a cor da água do mar de San Andres, mas ela era morninha, uma delícia de nadar! E além disso, o mar estava cercado pela natureza. Maravilhoso!

Ao fundo da praia, você consegue ver a Sierra Nevada, a maior cadeia montanhosa costeira do mundo, que atinge até 5.775m de altitude, e fica a apenas 42 km do oceano.

Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan

Nós nem havíamos almoçado, para não perder tempo. Sentamos então na praia de Cabo de San Juan, e ficamos comendo nossa club social.

Essa era também a praia mais cheia, onde a maioria das pessoas que haviam ido ao parque, estavam. Mas continuava uma delícia passar o dia ali.

Se pudéssemos, teríamos passado o dia inteiro…

Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Areia de pedrinhas
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan
Praia Cabo de San Juan

Camping Yuluca

Passado um tempo, decidimos voltar para Arrecifes, para não correr o risco de pegar a trilha à noite.

Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes
Praia Arrecifes

Chegando no camping Yuluca, fomos direto ao banheiro para tomar banho.

É engraçado que o banheiro só é dividido em masculino e feminino na parte das privadas, mas na parte do chuveiro, ele é compartilhado mesmo.

Além disso, ele não tem box, então você toma banho em um local aberto e de chuveiro frio. Até que não é tão ruim, pois lá faz muito calor. Mas não dá para tomar banho pelado!

Os chuveiros também tinham horário de uso, então você só poderia tomar banho das 6h às 9h da manhã, ou das 5h às 8h da noite.

Onde comer no Parque Tayrona

Depois de tomar banho, fomos ao restaurante que ficava próximo de nosso camping para jantar. Pedimos um prato para dividir, não ficamos satisfeitos, e depois pedimos uma porção de batatas fritas.

Por do sol na Praia Arrecifes
Por do sol na Praia Arrecifes
Por do sol na Praia Arrecifes
Por do sol na Praia Arrecifes
Por do sol na Praia Arrecifes
Por do sol na Praia Arrecifes

Neste restaurante vendiam-se também alguns itens básicos, onde nós compramos muita água.

No norte da Colômbia faz muito calor, e mesmo que você não tenha o hábito de tomar água toda hora, você vai adquirir este hábito por necessidade.

Depois da janta, umas 21h, fomos para nossas redes e ficamos lendo livros, ouvindo música, até dormir…

Parque Tayrona
Yuluca no Parque Tayrona

 

Autor do Post
Mari Sanefuji
Joseense de 24 anos, que há 6 anos decidiu se mudar para São Paulo para trabalhar no ramo da Publicidade como Gestora de Mídias Sociais. Posso me descrever como uma mente inquieta sempre em reflexão sobre o mundo, e sobre a mim mesma.

COMENTÁRIOS

2 COMENTARIOS
  1. escrito por
    25 Dias na Colômbia – Dia 08 no Parque Tayrona
    maio 18, 2017 Responder

    […] Dia 09: Como chegar no Parque Tayrona, Parque Tayrona, Trilhas no Parque Tayrona, Entrada Parque Tayrona, Onde dormir no Parque Tayrona, Trilha de Arrecifes, Praia Cabo San Juan, Camping Yuluca e Onde comer no Parque Tayrona […]

  2. escrito por
    25 dias na Colômbia – Dia 10 de Tayrona para o Deserto de Guajira
    maio 21, 2017 Responder

    […] Dia 09: Como chegar no Parque Tayrona, Parque Tayrona, Trilhas no Parque Tayrona, Entrada Parque Tayrona, Onde dormir no Parque Tayrona, Trilha de Arrecifes, Praia Cabo San Juan, Camping Yuluca e Onde comer no Parque Tayrona […]

Deixe uma resposta

Top