16 Dicas para quem vai acampar pela primeira vez

Acampar é uma das melhores maneiras de se “desligar do mundo”.

Apesar disso, tenha certeza que a primeira vez pode ser um pouco estressante…. rs.

Tudo vai ser tão novo, que você vai se sentir um pouco nervoso na hora de montar a barraca. Vai encontrar algumas dificuldades na hora de tomar banho, e a noite não será lá tão confortável.

Mas ao acordar, você se dará conta de que em todo esse tempo, você se manteve conectado com a natureza. Como tão poucas vezes na vida. E que essas coisas que pareciam problemas, na verdade te fizeram sentir vivo!

Acampando na Prainha Branca
Acampar de frente ao mar na Prainha Branca, em São Paulo

E quando for hora de desarmar o acampamento, irá pensar “por que demorei tanto para fazer isso?”.

Por isso, resolvemos escrever este post com as melhores dicas para quem vai acampar pela primeira vez. Para que você consiga transformar essa experiência em uma inesquecível conexão com a natureza, e não em uma memória traumática! haha.

1) Como escolher o melhor camping?

É óbvio que você vai escolher o camping mais barato, quem não quer gastar menos?

Mas nem todos os campings tem a mesma estrutura, e talvez ela possa fazer falta. Veja abaixo o que um camping pode ter, ou não, e no que você deve prestar atenção:

1.1) BANHEIRO: É imprescindível que o camping tenha banheiro! Se não, é melhor você fazer acampamento selvagem. Pelo menos é de graça. Concorda comigo?

1.2) CHUVEIRO QUENTE: Sinto-lhe informar, mas nem todo camping terá chuveiro quente. Se você quiser muito um chuveiro quente, sempre pergunte se o camping tem antes de fazer sua reserva. É muito comum tomar banho de água gelada enquanto se acampa.

Cozinha do camping da Praia do Bonete em Ilhabela
Cozinha do camping da Praia do Bonete em Ilhabela

1.3) COZINHA: Os melhores campings, são aqueles que tem cozinha. Sabe por que? Porque normalmente as cozinhas são equipadas (podem ser pouco, ou muito equipadas, o importante é conseguir fazer pelo menos um miojo, rs). Dessa forma você não precisa levar nenhum utensílio doméstico, e sua mochila fica menos pesada.

Mas essa dica só vale para quem vai cozinhar. Se você pretende comer em restaurantes, prefira por um camping mais barato. Sem cozinha.

1.4) FOGÃO ELÉTRICO: Eu já fui em camping que disse que tinha cozinha, e quando cheguei lá, vi que era fogão a lenha.

E usar fogão a lenha não é tão fácil como se pensa.

Você tem que comprar lenha (normalmente o camping vende), ou sair catando madeiras, gravetos, folhas, todos secos, por aí. Depois, usar álcool, fósforo para colocar fogo em tudo que você reuniu. Com sorte você conseguirá acender o fogo. Mas na pior das hipóteses… Deixa eu te contar uma história…

Era Carnaval de 2015, eu, Doug, e uns amigos decidimos ir a Praia do Bonete, em Ilhabela (São Paulo). Uma praia super deserta, com no máximo 50 caiçaras, uma tranquilidade sem tamanho, e um camping com fogão a lenha.

Infelizmente choveu todos os dias, e não havia um galho, folha, pedaço de pau, árvore, seco. Estava tudo encharcado, e nada pegava fogo!

Cozinha improvisada no camping
Cozinha improvisada no camping

Levamos muita comida para cozinhar, e pouco dinheiro, nossas comidas apodreceram, e nosso dinheiro quase acabou (lá não tem nem energia elétrica, imagine se teria caixa eletrônico ou máquina de cartão). Por sorte, utilizamos uma estrutura de fogão com tijolos, e restos de carvão que encontramos em um camping (que era uma casa abandonada, rs), e conseguimos fazer uma gororoba um dia.

1.5) ÁREA DE CONVIVÊNCIA: Quando fui a Vila de São Jorge, na Chapada dos Veadeiros (Goiás) vi um camping cheio de sofás ao ar livre, lindo e descolado, mas com preço mais alto do que um hostel. Compensa? Eu acho que não.

Acabei ficando em um camping que só tinha cozinha mesmo, e a própria cozinha virou a área de convivência do pessoal. Não tivemos o maior conforto, mas conseguimos economizar bastante, e ainda nos divertir 😉

Camping em Vila São Jorge
Camping em Vila São Jorge

2) Como comprar uma barraca?

Olha, boas barracas de acampamento não costumam ser baratas mesmo.

E se não fosse nossa experiência em Arraial do Cabo (Rio de Janeiro), onde presenciamos uma das chuvas mais fortes da região. Quando os ventos do noroeste (segundo os moradores) destelharam casas, derrubaram pequenas estruturas, e fizeram barracas voar (literalmente). Eu diria para você ir no supermercado mais próximo, e comprar uma barraca de R$100.

Acontece que todas essas barracas que voaram, eram essas barracas de R$100 do supermercado, e a galera que estava dormindo nelas, ficou simplesmente sem teto para os próximos dias. E como era feriado, elas tiveram que gastar um nota com as vagas que sobravam nas pousadas da cidade.

Ninguém esperava aquela chuva, e você nunca tem como prever de verdade. Então que tal gastar um pouquinho mais agora, para evitar gastar mais depois?

Nossa barraca é uma Arpenaz da Quechua, uma marca francesa que vende na Decathlon. Cabem 2 pessoas nela, e ela é super resistente. Durante todas as chuvas que pegamos, não caiu um pingo d’água dentro dela.

Nossas barracas no camping de Arraial do Cabo
Nossas barracas no camping de Arraial do Cabo

Quando compramos ela estava mais barata, mas agora com a alta do dólar, ela está cara mesmo :O

Mas você pode comprar barracas de outras marcas. Só acho importante se atentar a 2 detalhes:

2.1) GRAMPOS: os grampos vão ser utilizados para você pregar a barraca, e sua capa na terra. Eles ajudam com que a barraca não voe em chuvas ou ventos fortes.

Se os grampos forem muito fracos (ao ponto de você conseguir entortar com a própria mão), eles não aguentarão muito impacto, e poderão estragar facilmente (e você terá que comprar novos).

Grampos para barracas de acampar
Grampos para barracas de acampar

2.2) CAPA: uma espécie de capa que você coloca em cima da barraca, que será sua principal aliada em tempos de chuva. Normalmente é desenvolvida para que não entre água dentro de sua barraca, e não crie nenhuma poça em cima dela. Por isso, dê preferência para barracas que venham com capa.

 

Barraca sem capa e Barraca com capa
Barraca sem capa e Barraca com capa

3) Como montar uma barraca.

Olha, sei que na primeira vez que tivemos que montar nossa barraca Arpenaz, contamos com a ajuda de amigos, e demoramos um pouquinho para pegar o jeito. Mas hoje, levantamos ela em menos de 10 minutos.

A maioria das barracas vem com um guia de instruções, bastante explicativo, e sem complexidade. Montar uma barraca é super fácil, e você precisa aprender montar apenas 1 vez, para depois entender todo o processo direitinho.

Sugiro antes de acampar, montar sua barraca em casa. Assim você já entende como funciona, e depois não passa por dificuldade.

Barraca que monta em segundos, e Barraca convencional
Barraca que monta em segundos, e Barraca convencional

4) E se eu comprar aquelas barracas que são montadas em segundos?

Olha, elas podem ser realmente mais fáceis e rápidas de montar. Mas o formato delas pode ser negativo por dois lados:

4.1) INTEMPÉRIES: as experiências que tive, com pessoas que utilizavam essa barraca na chuva, não deram muito certo. Molhou a barraca por dentro.

4.2) CARREGAMENTO: Você já viu como você guarda a barraca? Se você for viajar sempre de carro, talvez não seja tão problema. Mas para quem viaja de avião, ônibus, carona, é problema sim.

Barraca 2 seconds e Barraca Tradicional
Barraca 2 seconds e Barraca Tradicional

É foda carregar esse negócio gigante, enquanto uma barraca normal, você pode amarrar, ou colocar dentro da própria mochila. Pense nisso.

5) Qual o melhor lugar para eu colocar minha barraca?

Alguns pontos do camping podem ser pontos estratégicos para acampar. OU NÃO.

5.1) EMBAIXO DE UMA ÁRVORE: Eu tenho uma máxima, um pouco irresponsável, mas que eu sigo quase toda vez que vou acampar. Sempre tento buscar um lugar com sombra para colocar minha barraca.

Em lugares muito quentes, e com bastante exposição ao sol, essa é a melhor dica que eu posso te dar! Pois assim sua barraca não esquenta durante o dia, e fica mais fresquinha à noite. Se ela ficar exposta ao sol durante todo o dia, à noite estará um forno!

Mas por que um pouco irresponsável? Para se colocar a barraca em um local com sombra, tem que ser debaixo de uma árvore, correto? E durante uma chuva, o perigo de caírem galhos, ou um pedaço da árvore em cima da sua barraca, é iminente.

Barraca embaixo da árvore
Foi aqui que o galho da árvore quebrou, em Arapeí

No último Ano Novo, que passamos em Arapeí (São Paulo), o irmão do Doug acampou embaixo de uma árvore, e durante uma chuva, um raio quebrou um pedaço da árvore que caiu próximo da barraca dele. Por sorte nada aconteceu, mas poderia ter caído em cima da barraca dele, e enquanto dormia (aí seria foda).

5.2) PERTO DE UM RIO: Acampar perto de um rio, ou cachoeira, pode ser uma delícia por conta do barulho da água. Mas também pode ser um dificultador em dias muito frios, ou muito quentes.

Isso por que a umidade do lugar potencializa a sensação térmica. Se está frio, vai ficar mais frio ainda, se está calor, vai ficar mais calor ainda.

Uma vez decidimos acampar em São Bento do Sapucaí (São Paulo), um lugar montanhoso bem perto de Campos do Jordão (que é super conhecido pelo frio). E pegamos um camping que ficava na beira de um rio, com uma pequena cachoeira.

Acampamento em São Bento do Sapucaí
Acampamento em São Bento do Sapucaí na beira do rio

Meu deus, o que foi aquilo? Eu nunca senti tanto frio na minha vida! Acordei com o corpo doendo, de tanto contrair os músculos. Três cobertores, e muitos casacos, não foram suficientes para nos aquecer no frio de São Bento do Sapucaí, a beira de um rio. Então, fica a dica!

6) Faça a sua escolha: colchão inflável, ou saco de dormir.

Dando continuidade à história que contei no tópico anterior. Levamos um colchão inflável para São Bento do Sapucaí. E se tivéssemos levado um saco de dormir? Será que teríamos sentido menos frio?

Pois é, decidir por qual dos dois levar, vai depender da temperatura que você vai enfrentar durante o seu acampamento:

6.1) SACO DE DORMIR: Se você vai acampar em um lugar frio, a sugestão é levar um saco de dormir. Muitos deles são preparados para temperaturas baixas mais extremas, podendo aguentar até mesmo temperaturas abaixo de 0.

Sacos de dormir
Sacos de dormir

Além disso, com um saco de dormir eficiente, você não precisa levar cobertores, e assim carrega menos coisas na sua mochila.

6.2) COLCHÃO INFLÁVEL: Agora se você vai acampar em lugares quentes, prefira o colchão inflável. Provavelmente você não precisará de cobertores, ou de um saco de dormir para manter seu corpitcho quente.

E como sempre havíamos acampado na praia, não sabíamos que passaríamos frio com um colchão inflável em São Bento do Sapucaí. Pois é, fica como aprendizado para o próximo acampamento na montanha 😉

Nossos primeiros acampamentos foram com colchão inflável de supermercado mesmo. Grandes, e que precisavam de uma bomba para encher. Era um saco para carregar.

Mas depois compramos esse colchão (também da Quechua, rs), que vem com bomba embutida, super fácil de carregar e de encher.

Colchão inflável sem bomba inclusa e Colchão inflável com bomba inclusa
Colchão inflável sem bomba inclusa e Colchão inflável com bomba inclusa

É caro? É. Mas vale a pena.

7) Vai acampar em um lugar frio? Não se esqueça do isolante térmico.

Não basta o saco de dormir, é necessário colocar um isolante térmico embaixo do saco de dormir, para que o seu corpo não sinta o frio que vem diretamente do chão.

O isolante térmico parece uma esteira, e normalmente não é caro. Invista em um.

Isolante térmico
Isolante térmico

8) Vai acampar em um lugar quente? Que tal um ventilador improvisado?

Acampar na praia, e no verão, é um grande problema. A probabilidade de você passar calor durante a madrugada, é muito grande!

Toda vez que me lembro de nossa viagem para Ilha Grande (Rio de Janeiro) no final de 2015, o suor começa a escorrer da minha testa, rs. O calor que eu sentia naquele lugar, me fez ir embora um dia antes, pois eu não aguentava mais não conseguir dormir.

E o que fazer em casos como esse?

Você pode levar um ventilador de verdade. Mas tem que contar com tomadas próximas, ou poder usar uma extensão (o que nem sempre é permitido, ou possível, em todos os campings). Ou, pode comprar um mini ventilador USB e levar uma bateria externa.

Diferencas ventilador

Nós até usamos o truque do ventilador USB e da bateria externa em Ilha Grande, o problema é que precisávamos de uma bateria externa que durasse mais tempo. Então, invista em uma bateria resistente.

9) O camping não tem cozinha, e eu quero cozinhar. Como fazer?

Então sua experiência em cozinhar em um acampamento só ficará mais legal, rs.

Você precisa adquirir dois itens, um fogareiro, e um cartucho. Acoplando o fogareiro no cartucho, você conseguirá acender fogo para cozinhar o que você quiser.

Fogareiro e cartucho
Fogareiro e cartucho

Mas preste atenção no tamanho da boca do fogareiro, para o tipo de panela que você vai querer usar, e em quanto tempo o cartucho pode durar. Normalmente em casos como este, se cozinha apenas refeições rápidas!

Em nossas experiências usamos este fogareiro e este cartucho.

Cozinhando miojo com curry com o fogareiro em Arraial do Cabo
Cozinhando miojo com curry com o fogareiro em Arraial do Cabo

E foram suficientes para noites de miojo, manhãs de chá, e café 🙂

Miojo com curry pronto
Miojo com curry pronto

Precisa de mais dicas sobre como cozinhar no camping? Veja este post com informações úteis e algumas receitinhas!

10) Como faço para me prevenir de pernilongos, borrachudos, e outros insetos que picam?

Se sentir conectado com a natureza, dormir ouvindo o barulho das folhas das árvores balançando, e acordar ao canto dos passarinhos, tem suas consequências. Como ser picado por milhares de pernilongos, borrachudos, e outros insetos.

Abaixo, algumas dicas para aprender a lidar com isso:

10.1) BARRACA: Sempre mantenha sua barraca fechada. Não adianta deixar ela aberta, e depois ficar reclamando dos pernilongos que ficarem te picando durante a madrugada.

10.2) REPELENTE: Use repelente (SEMPRE). E dependendo da gravidade, não vai ser aquele OFF, ou repelente que você compra na farmácia que vai adiantar. Compre o Extreme, que dura até 10 horas, ou compre algum repelente caseiro.

Os repelentes caseiros muitas vezes são vendidos pelos próprios moradores do lugar. E se eles fazem e usam, é por que eles manjam que o negócio funciona 😉

Quando fomos a Praia do Bonete em Ilhabela (São Paulo), sofremos MUITO com os borrachudos! Ao ponto de eu ter que andar de meia na praia (por que meus pés estavam inchados de tantas picadas), e meu amigo ter febre durante à noite.

Andar de meia na praia, é moda na Praia do Bonete
Andar de meia na praia, é moda na Praia do Bonete

O repelente OFF e o repelente Extreme não foram suficientes. Tanto que um cara que estava no mesmo camping que nós, nos emprestou um repelente que ele havia feito, e que repeliu muito mais esses bichinhos desgraçados, rs.

10.3) INCENSO: Incensos de citronela podem ajudar a espantar pernilongos. Acendê-los perto da sua barraca, ou do lugar onde você está, ajuda que eles não cheguem perto.

10.4) PULSEIRA: Existe um pulseirinha com cheiro de citronela que você pode usar nos pulsos para espantar os pernilongos. Você pode adquiri-la aqui por R$6,90. Elas ajudam, mas não resolvem o problema.

Pulseira para pernilongos
Pulseira para pernilongos

10.5) SÁLVIA: Se for fazer uma fogueira com os brothers do camping, coloque algumas folhas de sálvia para queimar. O cheiro dessa planta afasta os insetos.

11) Já ouviu falar das toalhas de microfibra?

Toalha é um item indispensável, e sempre problemático, em qualquer acampamento. Ou elas fazem muito volume na mala, ou nunca se secam, sempre estão molhadas. Ao ponto de você sair fedendo a cachorro molhado do banho, rs.

Mas as toalhas de microfibra estão aqui para resolver esse problema! E olha, elas são maravilhosas mesmo.

Além de não fazerem muito volume, elas não encharcam, e secam MUITO rápido! Toda viagem que faço, até quando não acampo, eu levo elas. E elas não são caras, você pode encontrar modelos por até R$20.

Toalha de microfibra
Toalha de microfibra

12) Eu não consigo dormir sem travesseiro!

E levar travesseiro pra viagem, é um saco né? Não cabe em nenhum lugar, e é difícil ficar carregando ele na mão.

Invista então em modelos compactos de travesseiro. Daqueles que você consegue encher com ar, ou daqueles que tem um pouco de pelúcia, mas você pode colocar roupas dentro para ficar cheinho.

Travesseiros para acampar
Travesseiro de ar, e Travesseiro para encher com roupa

Os dois modelos são acessíveis, e não são itens caros. E fazem pouquíssimo volume na mala.

13) Lista de coisas indispensáveis para um acampamento

Aqui vai uma lista de coisas que você não pode esquecer quando for acampar. E para você fazer um check-list quando for montar sua mochila:

Barraca
Colchão inflável ou Saco de Dormir (e Isolante Térmico)
Utensílios de cozinha como Panela, Prato, Garfo, Faca e Copo e Fogareiro (e Cartucho)
Repelente ou Incenso e Pulseira de Citronela
Chinelos
Toalha de Banho
Travesseiro
Roupa de cama (um lençol para o colchão, e um para se cobrir. Mesmo no calor, lá pelas 4 da manhã pode ter certeza que vai fazer um friozinho)
Extensão e Bateria Externa (e se estiver calor, um mini ventilador)
Lanterna (nem sempre o camping é iluminado)

14) Tente ser minimalista, e prático.

Pensando em acampamento, logo imaginamos que você estará indo de mochila, né? Por que olha, mala de rodinhas não combina com o espírito da viagem… Imagine ela emperrando na areia do camping? rs

Por isso, é importante levar menos coisas, e apenas aquilo que será necessário e útil. Para que sua mochila não fique aquele peso insuportável.

Tente também utilizar algumas estratégias para minimizar o peso, como:
– Colocar shampoo e condicionar em pequenos frascos

 

Shampoo e condicionador para viajar
Shampoo e condicionador para viajar


– Colocar temperos para cozinhar em potinhos de tic tac

Tic tac porta temperos
Tica Tac vira porta temperos

– Organize bem a sua mochila. Na imagem abaixo você pode ver como distribuir o peso dentro dela

Como distribuir o peso da mochila cargueira
Como distribuir o peso da mochila cargueira

15) Lugar de lixo, é no lixo.

Para curtir a natureza, é necessário respeitá-la. Por isso, mantenha sempre por perto um saquinho de supermercado para colocar todo o seu lixo, e depois despejar na lixeira mais próxima.

Seja no camping, ou em um acampamento selvagem, jamais deixe sujeira no chão. Colabore para que o lugar seja habitável para todos, humanos, animas, e plantas.

E quando for fumar, JAMAIS jogue o cigarro no chão, jogue-o no lixo. Cigarros muitas vezes são os maiores causadores de incêndio em áreas naturais.

16) Respeite o vizinho da barraca ao lado.

E por último, e não mais importante, respeite o vizinho da barraca ao lado!

E quando falamos isso, nos referimos mais especificamente à barulho.

Uma conversinha ou outra, não tem problema. Até por que o camping é uma área coletiva, e está lá para ser usufruída por todos. Mas algumas coisas devem ser pontuadas:

16.1) MÚSICA: Minhas playlists de música, na minha opinião, são as melhores de todas. Adoro colocá-las para ouvir em volume alto na minha casa. NA MINHA CASA.

Lembre-se de que nem todo mundo pode curtir suas playlists, e MUITO provavelmente, a galera do camping não vai gostar de ouvi-la quando você bem quiser. Então quando for ouvir música, coloque em uma altura que SÓ VOCÊ vai ouvir. POR FAVOR!!

Música no camping
Como mostra a foto, música alta no camping, só se diverte quem colocou, rs

Em Ilha Grande (Rio de Janeiro) ficamos em um camping, onde um grupo de caras, colocava suas playlists na caixa de som e deixava tocar até de madrugada. Foi muita falta de noção, que além de perturbar o sono de outras pessoas, obrigava-as a ouvir o que eles queriam.

16.2) BEBIDA: Beber é uma delícia, ficar louco é mara, agora dar show é outra história! Se você não sabe viver em coletivo, vá pagar por um quarto, por que ninguém no camping é obrigado a ouvir você dar show.

Então curta tudo que você tem que curtir, aproveite, mas quando for hora de entrar para sua barraca, que seja hora para dormir.

16.3) PRAZERES: Acampar com o parceiro, ou encontrar um crush durante a viagem, pode ser mara de várias formas. Mas tem que ser silencioso, por que NÃO É MARA ouvir esse lado animal, esse instinto reprodutor do ser humano, para quem está de boas na barraca ao lado. OK?

Casal camping
Ai que momento lindo! Melhor guardar para você!

E essas foram nossas dicas para que você faça o primeiro, de muitos acampamentos na sua vida, com sucesso, histórias e menos perrengues 😉

Autor do Post
Mari Sanefuji
Joseense de 24 anos, que há 6 anos decidiu se mudar para São Paulo para trabalhar no ramo da Publicidade como Gestora de Mídias Sociais. Posso me descrever como uma mente inquieta sempre em reflexão sobre o mundo, e sobre a mim mesma.

COMENTÁRIOS

6 COMENTARIOS
  1. escrito por
    Vera
    set 3, 2016 Responder

    Ai vocês são muito fofos ! Curto muito essas dicas de viagens! Bjos casal

    • escrito por
      Mari Sanefuji
      set 4, 2016 Responder

      Obrigada Vera 😀
      Esperamos que elas te ajudem sempre 🙂
      Beijos!

  2. escrito por
    TADEU BOTELHO
    jan 8, 2017 Responder

    Muito bacana! Valeu pelas dicas!

    • escrito por
      Mari Sanefuji
      jan 8, 2017 Responder

      Olá Tadeu,
      tudo bom?

      Que bom que curtiu, espero que te ajude em seus próximos acampamentos 🙂

      Abraços e tenha um ótimo 2017!

  3. escrito por
    Como economizar com hospedagem? Pague pouco ou nada!
    maio 21, 2017 Responder

    […] sabe quais são os equipamentos necessários para acampar? Escrevemos um post com 16 dicas para quem vai acampar que pode ajudar […]

  4. escrito por
    Como economizar dinheiro durante a viagem
    maio 21, 2017 Responder

    […] Não sabe como começar a acampar? Então dá uma olhadinha nas 16 dicas para quem vai acampar pela primeira vez. […]

Deixe uma resposta

Top